Gerenciar repositórios PPA no Ubuntu

¿Por que adicionar Repositórios PPA se já temos milhares de programas usando os repositórios oficiais do Ubuntu?

Os arquivos do pacote pessoal (Pessoal Package Archive, em inglês), permitem que os desenvolvedores distribuam software e atualizações diretamente para usuários do Ubuntu sem ter que esperar pela atualização dos próprios repositórios do Ubuntu.

Launchpad, o site que hospeda a maioria dos PPAs disponíveis, constrói os binários e os armazena em um repositório específico. Isso significa que os usuários do Ubuntu podem instalar esses pacotes da mesma maneira que estão acostumados a instalar o resto dos aplicativos no Ubuntu, com a vantagem adicional de que terão as atualizações mais recentes para esses programas e podem até encontrar programas que não estão disponíveis nos repositórios oficiais.

Como instalar repositórios PPA

Vamos dar um exemplo prático. Suponha que desejamos instalar o Obturador. A primeira coisa que precisamos saber é o nome de identificação do PPA que queremos instalar. Na página Shutter PPA fica claro que para adicionar este repositório é necessário anotar a linha ppa: obturador / ppa.

ppa

Opção 1: na linha de comando

Tudo o que precisa ser feito é abrir um terminal e inserir os comandos apropriados para adicionar o PPA, atualizar a lista de pacotes e instalar o programa desejado (Shutter em nosso exemplo).

sudo add-apt-repository ppa: shutter / ppa sudo apt-get update sudo apt-get install shutter

Opção 2: do Software Center

1.- Abra o Ubuntu Software Center.

2.- Editar > Origens do Software

3.-  Em seguida, na guia Outro software, clique adicionar e entrar na linha PPA. Em nosso exemplo: ppa: obturador / ppa e clique em aceitar.

fontes de software

4. Instale o programa desejado (continuando com nosso exemplo, Obturador).

Como remover repositórios PPA

Opção 1: remova o PPA da linha de comando

Seguindo nosso exemplo de obturador:

sudo add-apt-repository --remove ppa:shutter/ppa

Obviamente, a linha ppa: shutter / ppa terá que ser substituída pelo que corresponda em cada caso.

Opção 2: do Software Center

1.- Abra o Ubuntu Software Center.

2.- Editar > Origens do Software

3.- Em seguida, na guia Outro software, clique Remover e clique em aceitar.

Cuidado: isso removerá o PPA da lista de pacotes, mas os pacotes instalados através do PPA não serão desinstalados, uma tarefa que deverá ser feita manualmente. Para automatizar este processo, que pode ser complicado para alguns, existem ferramentas como PPA Purge ou Gerente Y-PPA.

Como remover um PPA e seus respectivos pacotes automaticamente

Opção 1: na linha de comando

PPA-Purge é um script simples que removerá o PPA em questão, bem como todos os pacotes instalados a partir dele.

1.- Instale PPA-Purge

sudo apt-get install ppa-purge

2.- Use PPA-Purge para desinstalar o PPA. Seguindo nosso exemplo:

sudo ppa-purge ppa:shutter/ppa

Opção 2: usando YPPA

1.- Instale Y-PPA:

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/y-ppa-manager
sudo apt-get update
sudo apt-get install y-ppa-manager

2.- Remova o PPA em questão. A interface gráfica do Y-PPA Manager é intuitiva o suficiente para descobrir o que fazer.

Como desabilitar repositórios PPA

Desativar um PPA significa que o sistema não receberá nenhuma atualização desse PPA, mas os pacotes instalados anteriormente não serão removidos. A vantagem de desativar um PPA em vez de removê-lo é que é mais fácil reativá-lo.

Para desativar um PPA:

1.- Abra o Ubuntu Software Center.

2.- Editar > Origens do Software

3.- Em seguida, na guia Outro software, desmarque a caixa ao lado do PPA em questão e clique em aceitar.

É importante desativar as duas linhas de cada PPA.

Da mesma forma, um PPA também pode ser reativado.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

13 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Mordraug dito

    Excelente artigo (como sempre) 😀

    É um prazer ler você Pablo ^^

    1.    vamos usar linux dito

      Obrigado Saito! Senti sua falta! Que bom ver você aqui ...
      Felicidades! Paulo.

  2.   Juan Carlos Senar dito

    Muito claro! Obrigado.

  3.   Juliano dito

    Muito bom.

  4.   Gambi dito

    MEU DEUS!! Muito Obrigado.
    Uma pequena ideia para completar este ótimo guia: já te ocorreu incluir programas que estão incluídos na própria distribuição ou que o repositório oficial tem mas apenas uma versão desatualizada ou que você já instalou?
    Por exemplo, instalei o programa de torrent Azureus aka Vuze do repositório oficial e, depois de usá-lo por alguns meses e ter arquivos e torrents suficientes ativos, me deparei com o dilema de que não poderia desinstalar e perder todo aquele trabalho e que eu precisava apenas de uma ferramenta disponível na versão mais recente que o repositório oficial do ubunto não atualizou.
    Acho, só acho, que consegui, mas foi uma verdadeira odisséia e nem mesmo aprendi ou entendi como fiz isso

    1.    vamos usar linux dito

      Olá gambi! na verdade ... o procedimento nesse caso é o mesmo. Você instala o PPA, atualiza a lista de pacotes e, ao fazer a atualização, ele informa que existe uma nova versão do programa (no seu caso, azureus) que não é outra senão a disponível no ppa.
      Espero ter sido claro.
      Felicidades! Paulo.

  5.   Zytum dito

    Tudo bem, mas às vezes o ppa específico para uma distribuição é incluído.
    Estou com o problema por exemplo da atualização do Turpial 3.0. quem o incluiu em http://ppa.launchpad.net/effie-jayx/turpial/ubuntu/dists/saucy/
    enquanto meu centro de software se concentra nos oficiais de Olivia ou "raring" (eu uso o Linux Mint)
    Por mais que indique que os arquivos estão hospedados no saucy, não faço o download e instalo o programa.

  6.   Lozanotux dito

    Impossível explicar melhor! ... Hoje em dia vou tentar carregar o YPPA Manager traduzido para o espanhol em 1 SÓ DEB 🙂 instale o DEB e pronto, não faz sentido ... é pra ser pra quem não tem não sei como adicionar PPAs e para instalá-lo você precisa adicionar um PPA rsrs. Artigo muito bom, vai fazer muito. Saudações!

  7.   Er Kiyo dito

    Amei esse blog, Pablo! Bom design e conteúdo prático. Minha pergunta é focada no sistema operacional elementar e relacionada precisamente ao "Y PPA" e ao centro de software; É possível que a instalação do primeiro torne o segundo inoperante? Eu tento iniciar e nopi,
    muito obrigado

    1.    vamos usar linux dito

      não, não creio…
      Não tenho ideia do que possa ser, mas não acho que o centro de software seja a causa do erro.
      abraço! Paulo.

  8.   Imagem de espaço reservado de Carlos Cifuentes dito

    Muito boa página, essa e eu sou uma esponja, velhinha mas continuo absorvendo o que você ensina além de quem antecipa ou comenta.

    1.    Luigys toro dito

      Muito obrigado Carlos pelos seus comentários, nunca é tarde para aprender.

  9.   danny672007 dito

    Muito obrigado por suas contribuições, sou novo no Linux e você me ajudou a entender mais este mundo maravilhoso!

bool (verdadeiro)