Após 9 anos o Slax voltou à base do Slackware com o Slax 15

Alguns dias atrás tornou-se conhecido ótimas notícias junto com o lançamento da distribuição compacta «Slax 15″, em que A principal novidade que se destaca é a volta ao uso dos desenvolvimentos do projeto Slackware. Sim, isso mesmo, como você está lendo depois de 9 anos o Slax voltou para a base Slackware, pois em 2018, a distribuição mudou para a base Debian.

Para quem não conhece o Slax, deve saber que este é uma distribuição de mídia ao vivo muito leve do desenvolvedor tcheco Tomas Matejicek. A distribuição em seus primórdios foi baseado no Slackware e mais tarde (no final de 2017) Tomas Matejicek anunciou que havia tomado a decisão de que o lançamento da nova versão do Slax Linux (naquela época) seria baseado em Debian e não no Slackware.

Tomas Matejicek justificou a decisão de abandonar o Slackware Linux em favor do Debian alegando que "o Debian tornou sua vida muito mais fácil e ele acha que a versão baseada no Debian também facilitará a vida dos usuários".

Depois disso (agora), Tomas revelou em julho passado que estava tocando com um renascimento da distribuição baseada no Slackware e é agora (em agosto) que nos surpreende com o lançamento desta nova versão que já está disponível.

No anúncio deste novo lançamento Tomas Matejicek compartilha o seguinte:

Slax versão 11.4.0 é uma nova atualização incremental do Slax baseada no Debian,
Slax versão 15.0.0 agora é uma nova versão inicial do Slax baseada no Slackware novamente.

Esses lançamentos do Slax foram possíveis graças aos generosos patrocinadores do Patreon. Se você quiser ver mais lançamentos no futuro ou se quiser fazer parte da crescente comunidade de pessoas interessadas em apoiar o Slax regularmente, sinta-se à vontade para se juntar a nós lá.

Ambas as versões fornecem o mesmo desktop com quase os mesmos pacotes instalados.

Principais novidades do Slax 15

Tenho o prazer de anunciar o novo lançamento do Slax baseado no Slackware 15! A versão antiga baseada no Slackware é de 2013, desculpe a demora 🙂

Esta nova versão do Slax 15 que é apresentada, como mencionamos no início chega com a base do sistema no Slackware 15, junto com o qual esta versão do Slax vem com Linux Kernel 5.15 que inclui um novo driver NTFS com suporte a gravação, módulo ksmbd com implementação de servidor SMB, subsistema DAMON para monitoramento de acesso à memória, primitivos de bloqueio para modo em tempo real, suporte a fs-verity em Btrfs e muito mais.

Em relação à interface do usuário, ele vem equipado com ambiente gráfico é baseado no gerenciador de janelas FluxBox e a interface da área de trabalho/iniciador xAlmoço, VTE, um editor de texto e um gerenciador de arquivos.

Outra mudança que se destaca na nova versão é que Slax Linux traz procedimento de desligamento atualizado para melhorar o manuseio de dispositivos desmontados e implementar a preservação de dispositivos montados entre as reinicializações, removendo as regras do systemd.

Cabe mencionar que ao mesmo tempo, uma versão corretiva da ramificação baseada no Debian, Slax 11.4, foi formada, que inclui as atualizações de pacotes propostas no Debian 11.4.

Ambas as versões do Slax (baseadas em Slackware e baseadas em Debian) usam o mesmo software, ou seja, o mesmo gerenciador de janelas Fluxbox com a mesma interface de usuário usando o lançador de aplicativos xLunch projetado especificamente para Slax e uma seleção de software idêntica. A única diferença entre as duas versões é a base do sistema (uma é baseada no Debian e a outra no Slackware), nada mais.

Finalmente, se você estiver interessado em saber mais sobre isso você pode verificar os detalhes no link a seguir.

Baixe e obtenha o Slax 15

Para aqueles que estão interessados ​​em poder testar ou instalar esta nova versão do Slax 15, eles devem saber que as compilações do branch Slax 11.x (baseadas em Slackware e baseadas em Debian) estão preparadas para as arquiteturas x86_64 e i386 e não pesam mais de 300 mb.

O link é este.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.