As melhores distribuições para usar offline

Como nossas vidas seriam sem a Skynet, eu digo Internet? Nossa vida gira cada vez mais em torno da grande rede de redes. No entanto, ainda existem muitas pessoas que não tem acesso à internet. Qual seria o distribuição GNU / Linux ideal neste tipo de situação? Existem distribuições capazes de cobrir (quase) todas as necessidades de um usuário de desktop sem uma conexão com a Internet? Bem, sim, existe.

Linux Mint 12 LXDE

Linux Mint é ótimo para sistemas offline. Oferece uma combinação muito completa de aplicações "out of the box" e inclui codecs multimídia, suporte para reprodução de DVD, Java e em geral tudo que um usuário offline precisa para suas tarefas diárias. A verdade é que poderíamos ter escolhido qualquer variante do Mint, mas prefiro a versão mais leve (baseada no LXDE) por ser ainda mais simples, limpa e rápida, por isso se adapta mais às limitações de um computador com especificações baixas, que normalmente é o caso em tais situações de nenhuma conexão de internet. Mais um motivo para escolher o Linux Mint é o bom suporte de hardware, por ser uma distribuição baseada no Ubuntu.

Sábado 8

Sabayon é uma ótima distribuição GNU / Linux, que também segue a filosofia "trabalha direto de fábrica sem instalar mais nada". Ele vem com todos os codecs necessários e também inclui os drivers da placa de vídeo. Uma vez que esta distribuição é baseada no Gentoo, ela é muito rápida e assumindo que você nunca a atualize, ela permanecerá bastante estável.

ZenwalkLinux 7.0

O Zenwalk Linux é uma distribuição muito leve, rápida e estável baseada no Slackware. O motivo pelo qual considero o Zenwalk uma ótima opção para computadores sem conexão à internet é a inclusão de bibliotecas de desenvolvimento que permitem compilar tudo o que você precisa de outras fontes que não a internet, como um CD-ROM ou uma unidade flash USB. É claro que o Zenwalk inclui todos os codecs de multimídia necessários para atender às necessidades de reprodução de multimídia de um usuário de desktop.

vetor linux 7

Vector Linux é talvez a melhor opção para usar em computadores sem conexão com a Internet. Assim como o Zenwalk, Vector Linux oferece todas as bibliotecas de desenvolvimento necessárias para compilar o que for necessário e cobre ainda mais dependências. Além disso, e vindo com todos os codecs multimídia disponíveis, o Vector Linux também oferece a possibilidade de ser utilizado como servidor sem instalar mais nada, oferecendo um conjunto completo de ferramentas para esse fim. O que torna tudo perfeito é o fato de que o Vector Linux é talvez uma das distribuições mais rápidas que você já tentou, tornando-a uma opção adequada para sistemas mais antigos; é também uma das distribuições mais estáveis.

Esquecemos algum? O que você acha?

fonte: Unixmen


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

19 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Fidel Talavera dito
  2.   Diego Sanchez dito

    Sou eu? Ou a página do Mint oferece um link para download para esta versão? Já estou no mercado há muito tempo e só vejo outras variantes, mas nenhum sinal do Lxde.

  3.   kik1n dito

    O grande slackware.

  4.   kik1n dito

    Ainda estou esperando a versão KDE do mint 13

  5.   PP dito

    ultimate Edition

  6.   Lucas matias gomez dito

    Vector Linux !!!!!! eu amo essa distro !!!! Vou reinstalá-lo nesta versão mais recente.

  7.   Pmulax dito

    A propósito, já que estamos falando de distros off-line, com tudo carregado, etc, etc, E EM ESPANHOL, você deve ver o último do Kademar (versão 5.0 alpha), não mais baseado no Debian, mas sim no Arch. Traga o KDE 4.8 e um pacote de programas (é um DVD). É como um Sabayon ou um PCLinuxOS FullMonty, mas em espanhol. Anime-se, você verá!

  8.   vicmz dito

    Sim, eles se esquecem do Puppy Linux. Possui todos os codecs de multimídia, programas para quase tudo o que o usuário comum faz e está entre as distros mais rápidas com o melhor suporte de hardware mais antigo. Não é necessário instalá-lo no disco rígido, você pode usar o live CD, sozinho (se você tiver 512 MB ou mais) ou com um arquivo de sessão em um pendrive (se quiser salvar suas configurações, programas instalados, etc .), que também é útil se você usar várias máquinas ou se sua máquina não tiver um disco rígido. Ele não é viciado em sudo, yum, pacman, supermario, etc., então se você não tem internet e quer algo que não vem de fábrica, você procura onde tem internet e leva para o seu casa, ou você leva seu live CD e seu pendrive (seu pendrive apenas se você instalá-lo diretamente lá) para onde está a fonte de internet. No mundo Linux, uma distro leve tem cerca de 500 MB, o Puppy tem apenas 120 MB (máximo de 150 MB, com banda larga que leva até meia hora para baixar).
    Para quem diz que é uma distro feia: primeiro a função mais importante de um sistema operacional é ser útil e, em segundo lugar, o Puppy é uma distro minimalista, quanto mais coisas são adicionadas, maior seu tamanho, e não pode mais ser chamado de "cachorro" (na verdade existe um derivado do cachorro chamado FatDog, "cachorro gordo" :-D, para quem tem computadores mais potentes e não se importa em baixar um ISO de 700 MB ou mais), nem vai ser compatível com hardware antigo que certamente não terá nem suporte para os gráficos que você deseja fornecer. Ainda assim, existem muitas opções para customizar sua aparência, se você realmente acha que é uma distro feia é porque você não a utilizou.
    Por último, se você acha que o Puppy está apenas em inglês, procure no Google "Pacote de idioma espanhol para o Puppy Linux" (sem aspas).

  9.   coragem dito

    Eu adicionaria Open Xange

    1.    Cesar de los RABOS dito

      Você tem razão ... embora pessoalmente e em máquinas virtuais, a instalação do Grub with Puppy sempre falhou; Isso é vital, portanto, não o recomendaria a nenhum usuário que queira se familiarizar com o Linux!
      OpenSuse é outra distro que costuma dar muitos problemas para instalar ...

      -Nada como Debian: limpo e rápido
      -Após o Debian, o mais próximo do extinto Mandriva: PClinuxOS para o moderno / rápido; instala em menos de 10 min., e Mageia é estável, um pouco menos leve. altlinux, é muito bom também.

  10.   Vamos usar Linux dito

    É verdade ... excelente apreciação.
    Abraço! Paulo.

  11.   Saito Mordraw dito

    Eu usei o Gentoo por anos, na verdade foi minha segunda abordagem ao Linux (depois do fabuloso Opensuse), mas as compilações eram longas e minha máquina (naquela época) não era muito poderosa.

    Então experimentei o Sabayon e só posso dizer que é fabuloso, todo o poder do Gentoo em um formato inicial mais simples e adorável. Offline é uma maravilha superada apenas pelo Linux mint, que admitimos ser uma distro para instalar e usar sem preocupações (o Sabayon precisa de alguns toques nos drivers e pequenas coisas). Mas online ele pega na rua 😉

    Uma distro que abandonei um pouco, algo que em breve vou resolver 😉

  12.   robert mckrena dito

    Ok, obrigado amigo, estou procurando por isso há muito tempo.

  13.   Versionite aguda dito

    Obrigado Chelo, ia dar a mesma opinião que o camarada Diego, mas já fiz o download do 12 agora .. Embora gostasse do 13 com LXDE «from Factory» por assim dizer, visto que uma iso já construída para ele é melhor ( para mim) trabalhar com o ambiente padrão, depois instalar outro e remover o principal, pois eu também gostaria muito de LMDE com LXDE, mas tive que me contentar com LMDE XFCE.
    lembranças

  14.   Chelo dito

    A versão 12 está disponível. Talvez você tenha entrado com 13 e o lxde não esteja lá.

  15.   Fher Ramirez dito

    Obrigado pela informação, Sabayon parece uma opção muito boa, além de ser um lançamento contínuo. Para o meu gosto, falta uma distribuição à qual eles dão pouca atenção aqui 🙁 PCLinuxOS.

    Saudações.

  16.   dbertua dito

    O que eles chamam de Distribuições sem uma conexão com a Internet?
    Se for uma distribuição que traz tudo o que você precisa (programas, codecs) e pode ser instalada totalmente sem conexão à Internet, você pode gerar qualquer um baseado no Ubuntu, usando o UCK (Kit de Personalização do Ubuntu).

    Com esta ferramenta construí [K] ubuntu e [L] ubuntu DiGra, que nada mais é do que os mesmos Kubuntu e Lubuntu oficiais, apenas espanhóis, com codecs, Java e programas de Design Gráfico e outros da tarefa computacional diária.
    Carrego no pendrive USB para usar em qualquer lugar, sem ter que instalar ou adicionar nada, com ou sem conexão à internet.
    http://cofreedb.blogspot.com/2013/10/k-l-ubuntu-digra.html

  17.   Cerveja dito

    Excelente artigo, importante ter uma dessas distros em mãos para qualquer situação. Obrigado.

  18.   Sebastian vasquez dito

    Muito boas distros. Obrigado pela contribuição