BE: Descasque um garfo estilo Gnome

Que tal. Bem, aqui novamente, mas agora com um pouco mais de análise da visão do que do conhecimento.

Algumas semanas atrás, mencionei em um post sobre o futuro de Shell GNOME e o que foi um concha. Bem, dando um passeio por Devianart eu encontrei um Devianite maluco e eu descobri que BE: Shell (um garfo de Plasma no mais puro estilo de Canela de Gnome Shell) e a verdade é que fiquei espantado com a capacidade de personalização deste fork.

Segundo Craazyt, o desempenho deste garfo é muito melhor do que com plasma e ainda melhor, sem retirar os efeitos. Na verdade eu não testei, mas para ser franco, estou muito tentado a fazer e ver o desempenho, comportamento e outros detalhes.

Canela tem sido um sucesso para usuários de Gnome e que eles querem ter o estilo 2 da série, então deduzo que BE será seu equivalente em KDE. Embora KDE é um ambiente que não pede nada a ninguém, é claro que tem algo que incomoda muitos usuários e esse é o seu “peso” (consome muitos recursos) e esta alternativa parece ser, vamos ter todo o poder de KDE em um ambiente mais leve e altamente personalizável.

Embora para mim pessoalmente KDE não gosto (só gosta) Com este fork já estou seduzido a reinstalá-lo e vê-lo em ação.

Não sei se é coincidência ou mera coincidência, mas uma espécie de Canela (BE: Shell) para KDE Isso me indica que as equipes de trabalho desses garfos estão procurando por algo diferente, personalizável, agradável à vista, que explore todo o potencial do desktop e, o mais importante de tudo, um consumo equilibrado de recursos que permita o máximo de look & feel sem punir muito para o desempenho.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique clique aqui.

21 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Edgar J Portillo dito

    A verdade é que me tentou, mas vou continuar a usar o meu Plasma porque o meu computador suporta muito bem ... Mesmo assim parece uma excelente alternativa ... Uau ... Vou experimentar por curiosidade!

    1.    Edgar J Portillo dito

      Já agora (¬_¬)… Onde posso encontrar?

      1.    Edgar J Portillo dito

        https://blog.desdelinux.net/instalacion-y-configuracion-de-beshell/ <—— Hehe aqui é um formulário, desculpe por tantos comentários (eu falo sozinho) ...

        Saudações!

  2.   msx dito

    Hmm, sou muito obstinado do KDE SC, essas "coisas estranhas" não me convencem! (com o tom de um velho mesquinho).
    Estamos quase em 2013: se a cafeteira que devo usar não tiver KDE SC, instalo o pacote completo, mas em vez de usar o Plasma, uso AwesomeWM e santo remédio 😀

    1.    Edgar J Portillo dito

      Sim, mas se ele não falar, não sei que ele existe 😀! Mesmo assim, é uma boa contribuição e seus links a complementam!

      lembranças

  3.   apodrece87 dito

    bem ... Vou continuar a ser fiel ao kde, pois não gosto muito da ideia de usar o shell ... espero que o kde não leve essa nova tendência a sério ...

    1.    Anúbis dito

      Bem, parece-me que você vai ter que parar de usar o KDE, porque o Plasma é um Shell xD

  4.   tamuz dito

    Bom, a verdade é muito boa, e não acho que seja uma moda, pelo contrário, é o que você encontra em todos os aparelhos do mercado

  5.   jorgemanjarrezlerma dito

    Que tal.

    Sei que Elav deu notas sobre esta bifurcação e a verdade quando as vi chamou minha atenção e curiosidade por ver não tanto seu desenvolvimento quanto seu impacto. Sei que o Plasma é o carro-chefe do KDE e a verdade, como mencionei, não pede nada a ninguém e por detalhes e recursos de personalização é incomparável. Agora você tem que lembrar que os ambientes desktop ou gerenciadores de janelas são um SHELL (plasma, gnome, etc) que nos permite utilizar os recursos e características de nossas equipes.

    Com tammuz compartilho seu comentário já que não se trata tanto da moda, mas sim da tendência, já que o maior uso de aparelhos como Tablet e SmartPhones torna necessário ter algo "em comum" (como faz a Apple). Também vale a pena mencionar que existe uma variante do android para PC (ainda está em fase de desenvolvimento e depuração) e trazer um ambiente móvel para um PC (portátil ou fixo) é um indicativo de que as coisas estão caminhando para esse ponto.

    Não sou um guru da tecnologia da informação e comunicação, mas se está claro, até certo ponto, que essa "tendência" tem seu pano de fundo, qual é? a verdade não sei. Não acredito em coincidências, mas é impressionante que a aparência do BE seja muito semelhante ao GNOME Shell e seja um pouco ruim; É esta uma ideia para atrair usuários do GNOME para o KDE?, Digo porque muitos desistem ou estão a caminho do projeto GNOME para morrer. Enfim, é só um palpite, mas vamos ver o que acontece.

  6.   lobo dito

    Embora eu tenha lido os últimos posts do BE :: Shell (incluindo este), acho que o projeto está sendo mal interpretado. Este shell não tem nada a ver com os desenvolvedores do KDE e não está tendo um impacto particularmente significativo. Eu diria que sua existência é anedótica no momento, e seu uso é limitado a usuários muito específicos que gostam de colocar as mãos nos arquivos de configuração.

    Este shell usa apenas certas bibliotecas do KDE e não traz coisas como Akonadi, Nepomuk e co, o que o torna uma opção muito leve, mas um tanto instável e "prematura"; Não tem nada a ver com o projeto "oficial" e não vai substituí-lo de forma alguma. Na melhor das hipóteses, será uma alternativa ao estilo Razor-Qt, com o tempo e apenas se prosperar.

    Seu autor, o mesmo do mecanismo de janela Bespin, projetou um sistema que deve ser configurado à mão praticamente do zero, após uma instalação que requer compilação prévia. Se olharmos um pouco para Deviantart, veremos que existe um "tema" bastante extenso, que é o das imagens deste artigo (e que eu mesmo usei brevemente), mas no sentido estrito da palavra, cada usuário pode configurá-lo para seu próprio capricho completo e molda-o a alturas incríveis Mas, insisto, requer um conhecimento que a grande maioria não possui e que o descarta aos olhos do neófito.

    Resumindo, é um shell muito bom com potencial, mas é uma alternativa que não pretende competir com o KDE, apenas oferecer um ambiente Qt totalmente configurável.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      E aí Lobo?

      Concordo com você e é muito cedo para falar sobre isso enquanto comento, mas também lembro que o LXDE tem seu concorrente no RazorQT.

      Também compartilho com vocês a ideia de oferecer um ambiente QT altamente configurável, curiosamente "algo parecido" (não quero dizer porque o Cinnamon existe) ao Cinnamon e ainda mais, cada vez que vejo o BE isso me lembra muito gnomo e até para openbox ou enlightment (claro, com os acessórios necessários). O KDE é para mim um dos 2 melhores DE que existem e que na sua perspectiva não tem igual. A única coisa que ousaria dizer (sem ofender ninguém, claro) é que como a Microsoft pede cada vez mais recursos para usá-la em todo o seu potencial (insisto que é apenas uma comparação, sei que não se pode comparar algo de qualidade com algo que Não tem).

      Queria apenas destacar uma ideia que me rodeia de observar tendências e comportamentos no que se refere a ocupar nichos de mercado, pois toda a indústria de software requer capital ou dinheiro tanto para sobreviver quanto para oferecer novidades. O KDE na verdade tem uma licença QT proprietária e não duvido que GTK tenha seu equivalente, mas se for curioso e não acho que seja uma coincidência que esses desenvolvimentos sejam para o prazer de ser e embora não concorram entre si abertamente, é certo que em seu momento eles vão (como Canela ou Mate vs Gnome Shell)

  7.   kik1n dito

    Parece muito bom.
    Mas acho que não vai bater o KDE 😀

    Na, mas se for leve como a canela, seria para pensar.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      E aí kik1n.

      A verdade é incrivelmente configurável e pode ser colocada de mil maneiras (por exemplo, uma personalização (http://www.rafaelrojas.net/2012/09/01/archlinux-kde-en-la-netbook/) e você pode obter um ambiente extremamente agradável, relativamente leve e ao gosto de seu usuário. Eu considero (e esta é uma ideia pessoal) que permitir uma alternativa configurável através do padrão CSS e talvez no momento HTML5 e outras coisas, fará com que muitas das opções que são fornecidas para personalização e ajuste fino mudem para essas alternativas . O GNOME já o usa e praticamente (se não todos) o webOS se mantém nele.

      Embora o BE não tenha nada a ver com o KDE, é claro que você está procurando uma alternativa mais simples para obtê-lo, bem ao estilo Canela; porque para ser franco, você tem que estar familiarizado com o labirinto de alternativas que o KDE oferece e pode ter dado mais de 1 de seu "tonto".

      Vamos torcer para que esse projeto dê frutos, eu realmente acho que vai e será uma alternativa ao GNOME e ao Cinnamon e pode até se tornar um verdadeiro competidor do Plasma e isso, se você pensar bem.

  8.   Windousico dito

    O artigo diz que Be :: Shell é um fork e isso não é verdade. É uma alternativa, não um fork do Plasma.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Qual o Windóusico.

      Bem, Canela e Mate são alternativas para Gnome Shell e eles os chamam de garfos. Também poderíamos dizer que RazorQT é um fork do LXDE, pois é um ambiente baseado em QT usando OpenBox (igual ao LXDE).

      Acho que é mais uma questão de semântica do que de temática, é verdade e ao mesmo tempo não, tudo depende do uso que você dá da terminologia e do significado das palavras usadas. Compartilho seu ponto de vista em parte, pois é uma "alternativa" ao Plasma, pois oferece outra abordagem para personalizar e ajustar o KDE (insisto, o plasma é incrível e praticamente não tem igual e observe o que um usuário GNOME diz) e ao mesmo tempo é um fork porque explora o coração do KDE ao máximo sem usar o Shell padrão do KDE (Plasma) como Cinnamon, Mate e Unity com GNOME 3.

      1.    Windousico dito

        Olá jorge. O comentário se refere ao fato de que fork tem um significado muito estabelecido na computação:
        http://es.wikipedia.org/wiki/Bifurcaci%C3%B3n_(desarrollo_de_software)

        Cinnamon é um fork do GNOME Shell e Mate é um fork do GNOME 2. Be :: Shell não é um fork do Plasma (não usa o código-fonte do Plasma). Espero que o link da Wikipedia esclareça o que quero dizer.

        1.    jorgemanjarrezlerma dito

          Que tal Windousico.

          Concordo totalmente com você, por isso me referi à terminologia e ao uso que pode ser dado a ela, para melhor ou para pior.

          Reitero que sua afirmação está totalmente correta, mas tenho investigado um pouco e visto mais do que o código-fonte, os truques que o BE implica e seu uso das configurações com respeito ao KDE para poder usar o BE. Ainda não consigo concluir nada mas até agora posso dizer: Windóusico 1 your guardanapo 0 (hehehe).

          Obrigado por esclarecer este ponto e envio-lhe os meus melhores cumprimentos.

  9.   neomito dito

    Oo wouuuu se este luxo 😀

  10.   Snock dito

    Muito bom em fotos e outras…. mas no momento a verdade, na prática é horrível. Pelo menos é assim que eu vi quando tentei, cerca de 3-4 semanas atrás. Será que já estou muito habituado ao kde 😛

    1.    msx dito

      Bem, se você descer de um Lamborghini Aventador e pegar o trem que vai para a Estação Constitución (Bs.As., Argentina), há uma diferença ... notável 😛