Com o terminal: Comandos básicos em GNU / Linux

Existem certos comandos que os usuários de GNU / Linux devemos saber que sua condição é muito básica. Neste post vamos falar sobre alguns deles e como funcionam, só precisamos de um terminal 😀

Ele mata burros.

Acho que o comando mais importante que precisamos saber é:

$ man

Será ela que muitas vezes nos tirará de nossas dúvidas e angústias. Seu uso é simples, a sintaxe básica é comando $ man, exemplo:

$ man man
$ man mkdir

Trabalho com pastas e diretórios.

Para mudar de diretório através do terminal, usamos o comando cd. Seu funcionamento é simples no terminal:

$ cd : Vamos diretamente para a nossa pasta / home.
$ cd /home/elav/Documents/PDF/ : Vamos para a pasta PDF Dentro de / home / elav / Documentos.
$ cd .. : Subimos um nível. Se estivermos dentro PDF vamos a / home / elav / Documentos.
$ cd ../.. : Subimos dois níveis. Se estivermos dentro PDF vamos a / home / elav /.

Se quisermos ver em qual pasta estamos, usamos o comando:

$ pwd

Para criar uma pasta, usamos o comando mkdir:

$ mkdir /home/elav/test : Criamos a pasta de teste dentro / home / elav.
$ mkdir -p /home/elav/test/test2 : Nós criamos a pasta test2, Dentro de / home / elav / test /. No caso da pasta teste não existe, é criado.

Comandos de informação.

Existem vários comandos para visualizar informações sobre arquivos ou pastas e o espaço que ocupam. O mais conhecido é ls, que nos ajuda a listar o conteúdo de um diretório.

$ ls : Lista o conteúdo do diretório
$ ls -l : Lista o conteúdo do diretório como uma lista, além de mostrar outros dados.
$ ls -la : Lista o conteúdo do diretório, incluindo arquivos ocultos (eles têm um ponto antes do nome)

Já vimos os comandos de espaço em disco e tamanho nesta entrada, então eu não os coloco.

Eu trabalho com arquivos.

Tem muito tecido para cortar aqui, mas dessa vez vou falar sobre os comandos cp (copiar), mv (para cortar / mover) e rm (Remover / Excluir).

$ cp /home/elav/fichero1 /home/elav/fichero2 : Criamos uma cópia do arquivo1
$ cp /home/elav/fichero3 /home/elav/fichero2 : Copiamos e substituímos arquivo3 en arquivo2.
$ cp -R /home/elav /home/elav/bckup : Copiamos todo o conteúdo do diretório elav. para / home / elav / backup. O -R (recursivo) deve ser usado para pastas.

$ cp /home/elav/fichero* /home/elav/bckup : Copie tudo no nome Arquivo, não importa o que volte ou a extensão.

Algo semelhante é o comando mv, mas neste caso, o arquivo1 será movido (ou renomeado) em arquivo2.

$ mv /home/elav/fichero1 /home/elav/fichero2

No caso de pastas, não é necessário colocar a opção -R.

$ mv /home/elav/bckup /home/elav/bckup2

E finalmente temos o comando para deletar arquivos ou diretórios.

$ rm /home/elav/fichero1 : Excluir arquivo1.

E no caso de pastas, se tivermos que usar a opção -R.

$ rm -R /home/elav/bckup : Exclua a pasta backup.

Para melhorar esses comandos, podemos usar a opção -v (detalhado) que nos mostrará na tela as ações que o comando está realizando naquele momento.

Estes são alguns comandos básicos, mas certamente vale a pena conhecer. Mais tarde mostraremos outros.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

8 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   coragem dito

    E matar tudo?

  2.   oleksis dito

    Agradeceríamos se essas postagens boas, muito básicas e importantes para iniciantes anexassem uma versão em pdf ou instalassem um plugin do WordPress que exporta a entrada para PDF.

    Saudações!

    1.    KZKG ^ Gaara <° Linux dito

      Algum tempo atrás (vários meses agora, quase 1 ano) eu revisei plugins que exportam para PDF, mas nenhum acabou me convencendo, vou procurar um que seja bom o suficiente para instalar aqui 😀

      Saudações parceiro

      1.    coragem dito

        E se você programar?

  3.   mitcoes dito

    Tem algumas folhas de dicas, que podem até ser colocadas no papel de parede, até vi um aplicativo / folha de dicas adicionado ao terminal, mas quase todas estão em inglês.

    Talvez uma adaptação deles para o espanhol ajudasse os leitores em potencial desta interessante série de artigos introdutórios ao console.

    Na época dele, 1991, comprei o livro de Anaya e recentemente reli e lembrei da música o quanto mudamos, querido Linux.

    1.    KZKG ^ Gaara <° Linux dito

      Se você encontrar essas costeletas, deixe o link e eu mesmo farei a tradução necessária 😉
      lembranças

      1.    coragem dito

        Existe algo semelhante:

        http://sinwindows.wordpress.com/2011/03/25/cheat-cube-para-varias-distros-de-linux-bonus-track/

        O que eu não sei é se você pode ver, se você não conseguir baixá-los e eu os enviarei para você

  4.   Andres dito

    O comando de teste também é interessante 🙂

    comando de teste