Como transmitir áudio e vídeo do Linux para o Chromecast

chromecast Está se tornando o dispositivo mais utilizado para transmitir para nossa TV o que está sendo reproduzido em nosso computador, celular ou até mesmo no navegador. Os usuários do Linux não têm uma funcionalidade nativa que nos permite transmitir áudio e vídeo do Linux para o Chromecast, então devemos optar por aplicativos como mkchromecast, que nos permite transmitir facilmente o conteúdo que queremos ver na nossa televisão usando este dispositivo.

O que é o Chromecast?

É um dispositivo HDMI semelhante a uma unidade USB conectada à TV para capturar o sinal dos dispositivos multimídia conectados à rede Wi-Fi. Com esta ferramenta podemos visualizar o conteúdo multimídia que é enviado de nossos computadores, telefones celulares e até mesmo do navegador da web.

O que é mkchromecast?

É uma ferramenta de código aberto, escrita em Python e o que você usa  node.js, ffmpego avconv para obter o áudio e o vídeo transmitidos do Linux para o Chromecast.

mkchromecast envia a multimídia para o nosso Chromecast sem perder a qualidade de áudio e vídeo, também é compatível com transmissões múltiplas, resolução de áudio 24 bits / 96kHz de alta qualidade, transmissão direta do YouTube, entre outros recursos presentes nos modelos modernos do Chromecast. Linux para Chromecast

A ferramenta está equipada com um excelente painel de utilização, que se encontra na nossa caixa de entrada. Da mesma forma, a instalação de mkchromecast é simples em quase todas as distros Linux.

Como instalar e usar o mkchromecast?

Em qualquer distribuição Linux podemos instalar o mkchromecast diretamente de seu código-fonte hospedado no Github, para isso devemos realizar as seguintes etapas:

  • Clone o repositório oficial da ferramenta ou, em caso de falha, baixe a versão estável do aplicativo em Clique aqui.
$ git clone https://github.com/muammar/mkchromecast.git
  • Vamos para a pasta recém-clonada e executamos a instalação do pip com o arquivo requirements.txt que contém todas as dependências necessárias para a ferramenta funcionar corretamente (em alguns casos, a ferramenta deve ser executada com sudo):
$ cd mkchromecast/
$ pip install -r requirements.txt

Debia, Ubuntu e usuários derivados podem instalar a ferramenta diretamente dos repositórios oficiais, basta executar o seguinte comando no console:

sudo apt-get install mkchromecast

Por sua vez, os usuários do Arch Linux e derivados podem usar o pacote disponível no repositório AUR

yaourt -S mkchromecast-git

Podemos visualizar o comportamento e uso deste aplicativo em detalhes no seguinte gif distribuído pela equipe de desenvolvedores. Também podemos ver os tutoriais oficiais de uso de aqui.

mkchromecast

Transmita do Youtube para o Chromecast

Particularmente algo que gosto neste aplicativo é que podemos transmitir diretamente um vídeo do YouTube do console para o nosso chromecast, para isso devemos executar o seguinte comando:

python mkchromecast.py -y https://www.youtube.com/watch\?v\=NVvAJhZVBT

Sem dúvida, uma ferramenta que nos permitirá enviar nossa multimídia do Linux para o Chromecast de maneira fácil, rápida e sem perder qualidade.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

14 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   miguel dito

    Eu uso muito essa ferramenta para o chromecast, ela permite várias melhorias em relação a esta. você pode enviar qualquer arquivo de vídeo

    https://github.com/xat/castnow

    1.    Muammar dito

      O Castnow serve apenas para enviar arquivos de vídeo, mas não para enviar áudio em tempo real.

  2.   anônimo dito

    Ótimo @Lagarto, obrigado.

  3.   Carlos Moreno dito

    A multimídia é invariável no plural. Você nunca deve dizer "multimídia".
    https://es.m.wiktionary.org/wiki/multimedia

    1.    Lagarto dito

      Muito obrigado pelo seu esclarecimento querido, eu corrigi e aumentei minha palavra graças a sua consideração

  4.   Kevin dito

    Há dias procuro algo semelhante. Obrigado !!

  5.   Senhor paquito dito

    Interessante. Vou tentar, sem dúvida.

    A questão é como configurar o Firewall. Para o Chrome, por exemplo, não consegui configurá-lo e ele só envia conteúdo (do YouTube ou sei lá) com o firewall desabilitado.

    Alguém sabe configurá-lo?

      1.    Senhor paquito dito

        Hello Muanmar.

        Na verdade, eu uso Ubuntu (desculpe, mas não sabia para dizer isso) e, a partir de agora, também posso usar o Chromecast sem ter que desativar o Firewall.

        Muito Obrigado!!!

      2.    Senhor paquito dito

        Olá muanmar

        Volto a responder, para te dizer que depois de abrir a porta 5000, reiniciei por precaução, abri o Chrome e consegui ver o Chromecast, por isso achei que a porta era válida no nível do sistema e que qualquer aplicativo poderia enviar conteúdo ao Chromecast uma vez abrir.

        Mas da próxima vez que tentei, ele não conectou mais. Parece que naquela primeira vez o firewall demorou um pouco mais para inicializar e é por isso que funcionou da primeira vez.

        Então eu entendo que a porta 5000 é apenas para mkchromecast, certo?

        1.    Muammar dito

          Sim eu sinto. Acho que li errado. Mas, em teoria, não deve haver problema em ter o firewall e usar o Chrome. Não testei, porque uso Debian. E sim, a porta 5000 é necessária apenas para mkchromecast.

          1.    Senhor paquito dito

            Está entendido.

            Obrigada, Muammar.

  6.   Senhor paquito dito

    Olá a todos.

    Em relação à instalação do mkchromecast a partir dos repositórios oficiais do Ubuntu, deve-se notar que o pacote não está nos repositórios do Ubuntu 16.04. Pelo que tenho visto, parece que só está disponível a partir do Ubuntu 16.10.

    Saudações.

  7.   Daniela dito

    e nas distros gentoo ??
    Não consigo encontrar a solução para a inexistência no meu Sabayon Linux.