WattOS: distribuição leve baseada no Ubuntu

Watts é uma nova distribuição Linux baseado em Ubuntu mas adaptado para máquinas com pouca potência. Possui baixos requisitos de sistema, o que significa que pode ser executado em computadores mais antigos.


Este sistema operacional vem em várias versões:

  • wattOS: O sistema básico com recursos como a área de trabalho Gnome
  • mWattOS: usa a interface Xfce
  • µWattOS: Tem uma interface de linha de comando e uma GUI leve
  • Subestação: uma edição de servidor

O Realese Candidate 1 (RC1) acabou de sair em janeiro deste ano.

Aqui estão algumas imagens do sistema para você dar uma olhada. Além disso, eles poderão ver os aplicativos instalados por padrão.


Como o próprio nome indica, essa distribuição parece ter um compromisso importante com a ecologia. A ideia é que esta distribuição permita fornecer um desktop muito semelhante ao Ubuntu (embora use LXDE e Openbox em vez de GTK + e Metacity) mas para máquinas antigas, recicladas ou restauradas. Por outro lado, eles se orgulham de incluir novas ferramentas para controlar o uso de energia. Sinceramente, não encontrei grandes novidades em relação ao Ubuntu em relação a este último ponto que mencionei.

Isso me leva a outra questão: seria bom ser capaz de avaliar (testar ou controlar) o consumo de energia das diferentes distros Linux. Por outro lado, voltando ao WattOS, se quiserem se posicionar como uma distro "verde", devem incluir ferramentas que permitam maior controle sobre o consumo / economia de energia (por exemplo, ferramentas "fora do comum" para desligar o cdrom quando não vamos usar, etc.) e que superam os "clássicos" incluídos no Gnome ou KDE.

WattOS está atualmente em No. 64 do Distrowatch, a página que classifica as distros Linux e BSD mais populares. Não é ruim, mas ainda está muito longe de outras distros ultraleves como Puppy, Vector Linux, etc. Apesar disso, achei uma alternativa muito interessante: hiperleve e super rápido.

Para experimentar, baixe o Live CD ISO.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

3 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Erick12 dito

    O pior dessa distro é que não consigo instalar, me acontece a mesma coisa que no LXLE aparece uma placa informando que a instalação foi quebrada e que envio um relatório, então é melhor ficar com Lubuntu ...

  2.   eulalio dito

    Esta distro, para começar, não é uma distro, é a distro e sua instalação não é para não iniciados, uma vez instalada e configurada corretamente, é inquebrável.

  3.   Juancho dito

    A distro das distros é o Debian e não aqueles brinquedos ...