Kubuntu e Xubuntu, dois produtos aprimorados e recomendados

Eu tenho algo muito claro: desde Kubuntu y Xubuntu eles passaram a ser mantidos por A comunidade, eles se tornaram distribuições excelentes.

O passo era lógico. Canônico, liderado por seu CEO nas sombras, ele sempre teve um objetivo muito claro e não teve nada a ver com fazer essas variantes, algo melhor, portanto, o melhor era entregar para A comunidade de usuários ajudando-os apenas com a infraestrutura necessária para hospedar os repositórios, isos, etc ...

Longe de piorar Kubuntu y Xubuntu Eles souberam continuar com louvor, renasceram como uma Fênix. Ambas as distribuições não ganharam apenas em qualidade, mas em estabilidade, desempenho, beleza e isso pode ser visto nas últimas versões disponíveis se tivéssemos a oportunidade de compará-las com as anteriores.

Ontem instalei ambas as distribuições em VirtualBox e fiquei muito satisfeito.

De Xubuntu Não tenho muito a contribuir, pois como todos sabem, ultimamente KDE está ocupando minha mesa sobre Teste Debian, mas nos testes fiz ambos em LiveCD como em Virtualbox, deixaram um gosto agradável na minha boca.

A comunidade que está por trás desta variante se preocupou em trabalhar em cada detalhe, principalmente a arte e o resultado é apreciado. Xfce 4.10 chegou a tempo de aprimorar a experiência de xubuntu, E se queremos algo "leve" para o nosso computador, não custa experimentar, desde que não sejamos muito exigentes com as funcionalidades.

Entretanto Kubuntu Ele chega até nós em uma iso que pesa mais de 900 MB, ostentando um novo KDE4.9 que mostra seu desempenho aprimorado. Se há um tempo atrás eles me perguntaram sobre uma distribuição pró-KDE usar, sem dúvida eu teria mencionado Chakra u openSUSE, mas atualmente posso incluir sem hesitação Kubuntu embora meu Debian não é ruim também.

Kubuntu anos atrás, ganhou o título de uma das piores distribuições pró-KDE Não foi por menos. Claro, a mudança KDE 3.X para a versão 4.X Eu também influencio um pouco, mas o passado, o passado.

Em suma, apesar de arrastar o sufixo "Ubuntu" Em seus nomes, considero que essas distribuições a cada dia se distanciam do ninho que as viu eclodir (Canônico) e à medida que amadurecem, sua reputação está sendo limpa com fatos tangíveis e não meras palavras. +1 para ambos ... 😉


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

57 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Rafa GCG dito

    Hoje eu instalei o Xubuntu 12.10 e tudo bem. Na verdade eu instalei o Ubuntu 12.10 e ele está lento, após 90 minutos eu o removi e instalei o Xubuntu 64bit. Instalei o Privative da nVidia, Chrome e Spotify e querida sobre tudo, 306Mb de RAM ocupa, tenho 4Gb, e tudo passa super rápido. Que diferença !! Suponho que haverá outras distros Xfce mais otimizadas, mas não gosto de canalizar se não me apetecer. E gostamos mais ou menos disso, deve-se reconhecer que com a "cena ubuntu" ter todos os repositórios e tutoriais já resolvidos é muito confortável.
    a máquina é esta:
    http://www.youtube.com/watch?v=4dOyliyroZg
    caso você queira ver minha aberração, heh heh.

  2.   Tesla dito

    Artigo muito bom. Acho que a direção que a Canonical está tomando é bastante discutível. (Embora haja pessoas que se sintam confortáveis ​​com o Ubuntu)

    E se o lançamento para a comunidade dessas duas distros foi ganho, seja bem-vindo.
    A maioria dos casos que eu conheço de pessoas que mudaram para Linux (incluindo o meu) em algum ponto passaram pelo Ubuntu e então desmarcamos para outros. Agora, para esse tipo de pessoa, haverá mais opções e também, embora seja difícil para alguns reconhecê-lo, o sufixo -ubuntu torna as coisas bastante fáceis para as pessoas que começam neste vasto mundo que é o Linux com milhões de distribuições para escolher.

    Portanto, repito, são bem-vindas essas melhorias.

    A propósito, elav, no que diz respeito ao desempenho (recém-instalado), há algo que essas distros tenham a favor de, por exemplo, um Debian + XFCE ou KDE? Ou é mais pela arte e pela facilidade que elas proporcionam? Obviamente, estar ciente de que em qualquer distribuição o desempenho pode ser bastante melhorado se você souber.

    Uma saudação! E parabéns pelo artigo

    1.    ariki dito

      "A propósito, elav, em termos de desempenho (recém-instalado), há algo que essas distros têm a favor de, por exemplo, um Debian + XFCE ou KDE?"

      Sei que não sou elav, pois ainda não sou careca e não ouço regaetton (aí adoro discutir sobre música hahaha) e não tenho tanto conhecimento em matéria de informática mas se posso comentar algo que acontece no meu caderno com o que você pergunta:

      Teste do Debian mais consumo de XFCE 4.8 na inicialização de 135 MB, isso muda ao usar um driver proprietário da ati que se traduz em 100 MB a mais ao inicializar com o que resta em 235 MB, não sei o que vai acontecer, mas aparentemente o driver proprietário consome mais que o livre
      Consumo do Xubuntu 12.10 + xfce 4.10 ao inicializar de menos de 265mb e trocando o driver em torno de 330mb, que é mais menos o consumo que me deu.

      Agora posso te dizer que o xubuntu não é totalmente leve e tende a ficar com alguns programas, por exemplo me bate duas vezes enquanto eu tenho open office usando planilhas, versão gratuita do office 3.65, agora no debian isso não acontece comigo E mais, a única coisa que me deixa um pouco irritado é não poder atualizar o xfce 4.8 dos repositórios oficiais, que agora estou usando o xubuntu há quase três semanas e vou deixar mais uma semana para terminar meus testes, esqueci e o mais importante para Minha duração da bateria no debian mais menos 5 horas e no xubuntu ainda não pode exceder 3 horas, isso é uma saudação Ariki

      1.    elav. dito

        O problema com o Xubuntu é que ele carrega uma série de daemons / aplicativos para tornar o Xfce mais amigável ao usuário final ... Essa é a diferença entre o Xubuntu e o Debian com o Xfce. Meu Xfce com Debian me iniciou (com 1 GB de RAM) com 67 MB.

        1.    ariki dito

          67 MB presumo que seja porque você tem placa nvidia ?? porque eu sei que os drivers para ati são um! »$» hehehe saudações elav.

          1.    elav. dito

            Nunca usei NVidia ou ATI, sempre tive Intel 😉 integrado

          2.    moela dito

            Todos eu tenho um ATI. É um ATI antigo, mas é ATI. E meu LinuxMint com XFCE inicializa usando pouco mais de 120 MB. E isso é porque eu coloquei o menu Mint nele. Outro que tenho por aí tem uma nVidia e montei o Xubuntu mais recente nele, o uso de RAM está abaixo de 130 MB.
            Verifique o que está carregando na inicialização. Provavelmente, você tem coisas que não precisa já carregadas. Por exemplo, você usa Bluetooth todos os dias e de vez em quando? Não? Então não carregue. Coisas assim.
            A única coisa que me "travou" foi o Pidgin, que por algum motivo estava usando muito CPU. Solução: Fiz um script e limitei o uso da CPU em 20%. Agora nunca trava.

  3.   Ruben dito

    Kubuntu Eu não sei, mas o Xubuntu é uma explosão. Comecei a usá-lo quando o Unity veio para o Ubuntu e ele não saiu do meu PC desde então. A única coisa que não gosto muito é a aparência, mas ei, você pode mudar de assunto.

    1.    moela dito

      Se você tem o Xubuntu mais recente (ou um no qual colocou o XFCE 4.10), você pode montar o MintMenu e o aspecto melhora um pouco mais. Portanto, tenho uma máquina com o Xubuntu.

  4.   gaston dito

    Estou com o Kubuntu há alguns meses e a verdade é que funciona muito bem. Eu queria deixar o Ubuntu porque não gostava mais do Unity, então comecei com o LMDE, mas ao mesmo tempo me cansei e havia algumas pequenas coisas que não estavam funcionando bem e comecei a testar distribuições com o KDE. Comecei com OpenSuse, depois Chakra e alguns outros, mas em todos eles tive problemas com o som. Instale o Kubuntu e tudo foi feito de uma vez.
    lembranças

  5.   jorgemanjarrezlerma dito

    Compartilho com Elav a expressão dessas duas variantes da família * untu, pois considero que elas permaneceram fiéis ao seu ambiente de base (XFCE e KDE). Ambos eu acho que fazem parte das melhores distros em seu desktop, já que o XFCE preenche muito as expectativas e o KDE (embora eu não seja um usuário desse ambiente) fez um excelente trabalho.

    Eu pessoalmente também adicionaria o Lubuntu, a variante do LXDE, pois, como o XFCE, eles fornecem uma alternativa limpa, leve e simples, um grande número de aplicativos, repositórios e sem complicações desnecessárias.

  6.   Hugo dito

    Até agora eu tinha minhas reservas em relação a qualquer versão do Ubuntu porque não gostava da seleção de pacote padrão e preferia o LMDE, mas suponho que é hora de mudar para outra versão para não estagnar. Eu estava considerando o SolusOS ou o teste do Debian com KDE, mas se o Kubuntu estiver realmente estável e bem feito agora, talvez eu tente (confiar no QT me daria uma ótima desculpa para colocar um dos meus gerenciadores de arquivos favoritos, afinal: Krusader)

  7.   para Elav dito

    São vários temas que são muito parecidos, acho que já tendem a ser repetitivos.

    1.    elav. dito

      Acho que não preciso lembrar que isso é um blog e se os usuários que nos visitam conhecerem o conceito e a filosofia por trás dessa palavra (blog, blog) saberão que não há restrição ao que é publicado, contanto que tenha a ver com GNU / Linux.

  8.   canhoto dito

    A única coisa que falta no Kubuntu é um bom tema que o faça parecer uma distribuição própria, para meu gosto sua aparência é muito genérica recém-instalada, e não gosto nem um pouco desse papel de parede.

    1.    raerpo dito

      1 Acho que é isso que o kubuntu mais está faltando no momento.

    2.    Inácio Monge dito

      Bingo
      Acho que o Kubuntu poderia contar com o Macer para seu tema, como o Chakra já faz, e criar algo especial para esta distro.

      1.    canhoto dito

        Macer? O criador do tema Dharma?

      2.    Pandev92 dito

        É que Malcer usa chakra xD

    3.    kvothe dito

      Concordo totalmente, falta um tema e papel de parede que lhe dê personalidade, mesmo que os alteremos após 5 minutos.

    4.    dórico dito

      Eu concordo muito com você!

      Na verdade, no meu ponto de vista, a aparência de todas as distribuições do Ubuntu ao Lubuntu deve ser semelhante para que, como mencionado antes, pareçam distribuições "irmãs".

      Saudações !!!

  9.   Luis alverto dito

    Já que você comenta que é um usuário de teste do Debian, gostaria de sua opinião sobre esta versão da distro como um desktop pessoal.

    1.    elav. dito

      Ótimo, uma vez que você tenha tudo configurado 😉

    2.    ariki dito

      De acordo com o elav debian testando incrível !!

  10.   anônimo dito

    Bom para Kubuntu e Xubuntu, destes dois, o Xubuntu é o que sempre me deu menos problemas, por isso é o que eu recomendo quando alguém quer instalar um 'buntu'.

  11.   Platonov dito

    Eu uso o Xubuntu 12.04 64 bits e ele voa, a melhor coisa que já experimentei; Ou seja, se inventando, retirando serviços desnecessários e adicionando vários programas.
    Eu não sabia que o Xubuntu era mantido pela comunidade. Isso é bom ou mau?.
    Pessoalmente, prefiro distros mantidas pela comunidade em vez de distribuídas por empresas.
    Você poderia me aconselhar nos fóruns da comunidade Xubuntu?
    obrigado

    1.    elav. dito

      Bem, suponho que as razões pelas quais você prefere uma distribuição mantida pela Comunidade, são as mesmas que respondem à sua pergunta se é bom ou ruim não que o Xubuntu seja mantido por ela.

  12.   Benpaz dito

    Muito bons amigos Como eu usei os dois Linux (Kubuntu e Xubuntu) a verdade é que dá para ver a diferença em termos de desempenho, o Xubuntu leva vários pontos para o Kubuntu em desempenho, agora alguns dizem que o XFCE é ugly, mentira, o que acontece é que você tem que saber configurá-lo e ajustá-lo. Agora estou confortável com meu Xubuntu 12.10 no trabalho e em casa. Agora me sinto cada vez mais ligado ao Linux, digo a eles que no meu trabalho consegui convencer meus colegas a usarem Linux (a versão que for melhor com o hardware deles) e ps agora estamos todos "LIVRES".
    Parabenizo pelo ótimo trabalho “FromLinux”, aplausos para eles.

    1.    william_oops dito

      BenPaz, é muito positivo que você tenha aproximado seus colegas deste mundo de, mas para eles serem realmente "LIVRES" (conceito FSF), conforme você escreve, eles devem considerar chamar o sistema de "GNU / Linux" em vez de apenas Linux , caso contrário, eles seriam mais "ABERTOS" (quem é mais simpático à ideia de Código Aberto)

      Saudações.

      1.    Benpaz dito

        Obrigado por me questionar hahaha então eu descobri: http://es.wikipedia.org/wiki/GNU
        Agora, se você entende.

    2.    elav. dito

      Obrigada… 😉

  13.   Emanuel dito

    Este artigo é bom para eu pensar sobre o sistema operacional que meu laptop deve carregar.

    Estou usando o Kubuntu 12.04 há cerca de um mês e meio e gostei muito, depois de negar o KDE por um longo tempo não consegui encontrar o sabor. Uma das melhores coisas que tem é Dolphin, Okular e Amarok, além de ser visualmente muito atraente.

    Contra é o consumo de RAM (e energia): 1.3 GB só tenho Firefox e Amarok abertos (e que já desativei várias coisas). Embora eu geralmente use o laptop diretamente para a corrente e sem bateria, quando eu uso apenas com bateria vejo sua vida útil reduzida e não consigo encontrar no KDE como ver o tempo estimado que falta para carregar (eu vejo a porcentagem mas também estou interessado no tempo).

    Por outro lado, vejo o Xubuntu que anda mais rápido, ligando consome pouco mais de 300 MB (cerca de 600 MB se eu tiver Firefox e Clementine) e não é feio. Além dos programas gtk estarem melhor integrados, me permite ver o tempo estimado da bateria (e dura mais), gerencio melhor o brilho da tela e tudo flui rápido. A desvantagem é que Thunar não combina comigo e não tem os efeitos bombásticos do KDE.

    Eu sei que é difícil, mas o que você faria? Kubuntu ou Xubuntu no laptop e por quê?

    É um Samsung 300VA4A: Intel Core i3 e 4 GB de RAM. Meu uso mais difícil é editar fotos e construir páginas da web.

    Obrigado pela ajuda. Saudações.

    1.    Benpaz dito

      Amigo Emanuel tenho um laptop com as mesmas características e a verdade é que decidi pelo Xubuntu, conto meus motivos; (NOTA, este é o meu laptop Toshiba i3 com 4 ram):
      + Menor consumo de memória RAM e processador.
      + Não aquece muito.
      + É mais leve, os aplicativos voam.
      + E a verdade é que usando Wine ou CrossOver, os aplicativos e jogos "Windows" se desenvolvem melhor.
      + Sobre Thunar instalar a versão 1.5.1 esta boa.
      + Além disso, possui o Ubuntu Software Center, o que para mim é muito bom.
      ——— Espero que você possa decidir.

      1.    Emanuel dito

        Ben Paz:

        Acho que você me fez ver uma grande vantagem do Xubuntu: a máquina esquenta menos. Isso pode não ser notado em um desktop, mas em laptops o estresse é impressionante.

        Obrigado pela resposta. Abraços.

        1.    jai dito

          Tenho um laptop semelhante, i3 com 4Gigas ... e prefiro carregar um kde, pois me dá funcionalidades que uso e que o xfce não tem, por exemplo, o krunner que se tornou indispensável para mim, as atividades, alguns efeitos, os kioslaves ... e uso quase todas as ferramentas kde próprias (dolphin, okular, kate, kmail, basket, yakuake) ou qt (vlc, clementine) e muito pouco gtk (libreoffice e cromo).

          1.    Emanuel dito

            Jai:

            Isso é o que eu gosto no KDE, ele tem muitos programas que são muito bons. Como está a bateria do seu laptop? A máquina fica muito quente?

            Saudações.

  14.   Bob Fisher dito

    Com o Xubuntu eu não sei, eu só tentei no Virtual Box e parece muito funcional e elegante, mas com o Kubuntu eu tenho que dar a você absolutamente certo. É a distribuição que uso e meu computador funciona melhor a cada dia.
    Entrada interessante. Saudações.

  15.   lguille 1991 dito

    Eu realmente tentei ambos e devo aceitar que Kubuntu e Xubuntu são opções melhores que o Ubuntu ... Passei quase 2 anos com o Xubuntu e é uma das melhores distros que já tive, embora por ser baseada no Ubuntu que com cada versão consome mais recursos e está mais cheia de bugs, não é tão leve como deveria ser ... alguns dias atrás eu mudei para Manjaro Linus XFCE e agora eu sei o que são estabilidade, simplicidade e velocidade. .. de qualquer maneira, anime o time do Kubuntu e Xubuntu e então esperançosamente eles não fazem mais nada sem melhorar!

  16.   Merlin, o debianita dito

    Minha primeira distro com linux foi o kubuntu 5.04 e a verdade é que melhorou muito em relação ao xubuntu eu tentei a versão 8.10 e me pareceu
    ble.

    Pelo que melhoraram devem estar ótimos mas por algum motivo não me encorajo a tentar já que não tenho tempo e principalmente agora com p ... ao seminário de "Seminário de informática" (Seminário do Microsoft Office) tenho que ter windows 7 em uma partição vão aborrecimento. Quando eu tiver tempo, talvez tente apenas o livecd, já que não me atrevo a mudar meu LM 13 com KDE no meu laptop e meu teste debian no desktop.

    XD

  17.   x11tete11x dito

    Fiquei realmente surpreso com o Kubuntu, está indo muito bem! :OU

    Aqui está uma legenda de quando eu usei o Kubuntu 12.04 😀 (agora voltei para minha distro preferida haha)

    http://i.imgur.com/pe9Zy.jpg

    1.    x11tete11x dito

      Agora que me lembro, a única coisa que não consegui modificar foi que no Dolphin por algum motivo estranho o menu dizia: arquivo em vez de arquivo: O

  18.   oscar dito

    Olá internautas. Eu uso o Xubuntu 12.04 e a verdade é que estou encantado. Eu sou um novato em linux desajeitado, mas esta distro é realmente estável, estou agradavelmente surpreso.

    A única pergunta que gostaria de fazer é vale a pena atualizar para 4.10? Há muita diferença ou é melhor esperar alguns anos para que ocorram mudanças importantes?

    É fácil atualizar e manter não apenas fotos e arquivos, mas também todos os dados de senha no Fierfox, Filezilla, configurações personalizadas no Gimp e muitos outros programas que eu uso?

    Peço desculpas se a pergunta for muito boba, é que sou muito ruim nisso, e aproveito para dizer olá e obrigado pelo seu trabalho informativo.

    uma saudação!

    1.    elav. dito

      Bem, para mim, há uma grande diferença entre o Xfce 4.8 e o Xfce 4.10. Este último tem elementos reprogramados do zero, tem maiores correções de bugs, incorpora novas funcionalidades e também é muito mais leve.

      1.    oscar dito

        Obrigado! Bem, você me convenceu! agora só preciso descobrir a segunda parte da pergunta ... Vou pegar leve e aprender devagar para salvar e passar tudo para a nova versão (para mim agora é uma desordem, então é melhor pegar leve)

        Muito obrigado novamente!

    2.    KZKG ^ Gaara dito

      Acho que vale a pena atualizar 🙂
      E nem um pouco, você não deve se preocupar em perder dados ... você não deve perder nenhum, desde que não formate você não deve perder nada

      Saudações amigo, e não se preocupe que a pergunta não seja boba 😀

  19.   oscar dito

    A propósito, eu amo o Xubuntu, estabilidade, velocidade e simplicidade acima de tudo.

    obrigado!

  20.   COMECON dito

    Muito boas!
    Procurarei não me estender muito, já que em meus comentários sobre o Canônico costumo fazer uma auto-reflexão meio filosófica para me convencer de algo ... 😛
    Para começar, tentando ser objetivo, direi que a Canonical está de parabéns pelo apoio ao Ubuntu. O Unity pode não ser do agrado de todos, mas o Ubuntu é muito bem feito.
    Eu concordo totalmente que o Kubuntu é uma ótima distro, tanto Precise quanto Quantal. Usei o Xubuntu 12.04 por cerca de 3 meses, mas o 12.10 só testei no VirtualBox. Kubuntu Precise parecia muito menos estável que Quantal ...
    Mesmo assim, gosto do GNOME Shell, por isso às vezes o uso no Ubuntu. Gosto muito do KDE, o problema é que, quem sabe porque, como 90% em cada um dos meus núcleos de 2 GHz, enquanto o Fedora (e OpenSUSE, eu acho) com GNOME Shell não passa de 20% ... Ainda assim eu uso OpenSUSE com KDE atualmente; às vezes tenho que desabilitar os efeitos minimizados para que tudo não desacelere, mas nada que usar uma das distros mais sólidas do momento não resolva ...
    Muita sorte! 😉

  21.   COMECON dito

    Uau, sopa mágica. Parece que o problema com essa ... "sobrecarga" está no Firefox. Estranho é que isso não acontece comigo no GNOME Shell: _
    Talvez seja por causa dos drivers NVIDIA? No GNoME Shell, não os instalei.
    Felicidades!

  22.   kondur05 dito

    uma questão elav, kubuntu ou debian testing-kde?

    1.    elav. dito

      Depende do conhecimento que você tem e do quanto te incomoda configurar as coisas 😀

  23.   Sergio Esau Arámbula Duran dito

    Estou honestamente usando o Kubuntu 12.10 e está indo muito bem; Estou usando há uma semana e estou fascinado com ele: acho que me tornei Kubuntero XD

    1.    COMECON dito

      Realmente acho que o KDE 4.9 (acabei de atualizá-lo no SUSE) é uma maravilha ... No 4.8 que vinha por padrão não havia como ter o efeito Blur e um para minimizar as janelas ativadas, após a atualização, com ambos ativados, o sistema vai gostar de seda, mesmo com aplicativos GTK como Firefox ou XChat ...
      A diferença de desempenho é realmente perceptível, embora como meu laptop seja bastante pré-histórico, é normal que às vezes eu tenha que desativar algum efeito para não morrer de lag
      Kubuntu 12.10 também é uma ótima distro, mas se você gosta de experimentar um pouco, eu recomendo que você experimente o OpenSUSE, para muitos é a distro KDE por excelência, e tem excelentes ferramentas de administração como YaST ou Zypper 😛
      Mesmo assim tentei instalar o GNOME Shell e nada, não aparece no kdm 🙁

  24.   heiji989 dito

    Olá, bom, sou novo com este xubuntu e me enviaram um trabalho que não sei por onde começar ... Se alguém puder me ajudar (eu olho, mas só sai teoria) o problema é que tenho que configurar tudo isso nas máquinas virtuais ... Ficaria muito grato pela ajuda 🙂
    Arquivo Dhcpd.conf configurado:
    • Rede 192.168.1.0 com o intervalo de concessão de 192.168.1.30 a 192.168.1.100
    • Tempo de aluguel padrão e tempo máximo de aluguel por padrão
    • 2 computadores com concessão estática:
    o O primeiro se chamará roteador, o @MAC será inventado e terá IP: 192.168.1.254
    o A segunda se chamará de impressora, o @MAC também será inventado e terá o IP: 192.168.1.253
    • Arquivo db.zona1 com os seguintes registros de recursos:
    ou 2 nameservers diferentes chamados ns1.iescaparrella.cat e ns2.iescaparrella.cat
    ou 1 máquina servidora chamada server.iescaparrella.cat
    o Um alias www para o servidor
    o Um alias de ftp para o servidor
    o Um alias de nuvem para o servidor
    ou 4 computadores de usuário com os nomes host1, host2, host3 e host4

  25.   heiji989 dito

    Tudo isso tem que ser configurado no xubuntu

  26.   Francisco dito

    Artigo muito bom

  27.   O gato do Lopez dito

    Eu uso o KDE por razões estéticas, sou daqueles que gostam de modificar o desktop e as janelas e procuro algo que "me preencha" em termos de aparência de um Computador (laptop)
    Eu amo o KDE e ele me encheu, mais do que o Unity, eu não experimentei muito o Xubuntu mas tenho certeza que é algo de ótima qualidade como tudo que vem do Linux ...

  28.   João Zamora dito

    Atualmente (2019, ano em que escrevo meu comentário), tenho instalado em Dualboot: Xubuntu 18.04 e Windows 10 (já que é muito utilizado no ambiente acadêmico em que estou imerso), para o gerenciamento de projetos pessoais e experimentos que utilizo muito Xubuntu. Não me arrependo de apostar e gerar consciência de mudança na busca pelo software livre.