O que fazer depois de instalar o Linux Mint 13 Maya

Cada vez que eles são mais os usuários desta distribuição você conhecia destacar de Ubuntu e seguir um caminho ligeiramente diferente. o nova versão Ele vem com alguns recursos novos, sendo o mais importante o suporte de longo prazo ou LTS. 


Algumas considerações a serem levadas em consideração antes de iniciar o guia são as seguintes:

  • Ao contrário do Ubuntu, o Mint vem por padrão com a maioria dos codecs de áudio e vídeo multimídia, então atualizá-los não é uma prioridade.
  • Outro componente importante que é instalado por padrão é o Synaptic, o conhecido gerenciador de pacotes.
  • Se você tiver a versão baseada no Ubuntu, muitos programas e pacotes são altamente compatíveis entre as duas distribuições.

Tendo esclarecido esses pontos, continuamos a listar algumas coisas que podem tornar a vida mais fácil após a instalação da nova versão do Maya:

1. Execute o Update Manager

É possível que novas atualizações tenham surgido desde que você baixou a imagem, então você pode verificar se há atualizações disponíveis no gerenciador de atualizações (Menu> Administração> Gerenciador de atualizações) ou com o seguinte comando:

sudo apt-get update && sudo apt-get upgrade

2. Instale os drivers da placa gráfica

Em Menu- Preferências> Drivers adicionais podemos atualizar e alterar (se desejarmos) o driver da placa gráfica que possuímos.

3. Instale o pacote de idiomas

Embora por padrão o Linux Mint instale o pacote de idioma espanhol (ou qualquer outro que indicamos durante a instalação), não o faz completamente. Para reverter essa situação, podemos ir ao Menu> Preferências> Suporte a idiomas ou também digitando o seguinte comando em um terminal:

sudo apt-get install laguage-pack-gnome-en language-pack-en language-pack-kde-en libreoffice-l10n-pt thunderbird-locale-pt thunderbird-locale-en-en thunderbird-locale-en-ar

4. Personalize a aparência

Existem muitas maneiras de fazer isso, e todas são gratuitas! Dentro http://gnome-look.org/ Temos um grande banco de dados de papéis de parede, temas, ferramentas e outros elementos que nos ajudarão a “olhar” nosso desktop. Também podemos fazer uso de 3 ferramentas bem conhecidas:

1. Docky, uma barra de atalhos e aplicativos para nosso desktop. Página oficial: http://wiki.go-docky.com/index.php?title=Welcome_to_the_Docky_wiki. Instalação: em um terminal escrevemos: sudo apt-get install docky

2. A.W.N., outra barra de navegação, quase um concorrente do docky! Página oficial: https://launchpad.net/awn Instalação: a partir do gerenciador de programas.

3. Conky, um monitor de sistema que exibe informações sobre vários componentes, como RAM, uso de CPU, hora do sistema, etc. A grande vantagem é que existem muitos "skins" desse aplicativo. Página oficial: http://conky.sourceforge.net/ Instalação: sudo apt-get install conky

5. Instale fontes restritivas

Se for necessário instalá-los, devemos escrever os seguintes comandos em um terminal:

sudo apt-get install ttf-mscorefonts-installer

Aceitamos os termos de licença gerenciando com TAB e ENTER.

É importante fazê-lo desde o terminal e não de nenhum dos gerentes, já que não poderemos aceitar os termos de uso dos mesmos.

6. Instale programas para jogar

Além da grande biblioteca de jogos que os repositórios possuem, também temos http://www.playdeb.net/welcome/, outra página especializada em coletar jogos para sistemas Linux em pacotes .deb. Se também queremos desfrutar dos nossos jogos para Windows, não se desespere, pois temos algumas alternativas:

1. Vinhos (http://www.winehq.org/) nos fornece a camada de compatibilidade para executar não apenas jogos, mas também todos os tipos de software compilado para sistemas Windows

2. PlayOnLinux (http://www.playonlinux.com/en/) outro recurso que nos fornece uma biblioteca capaz de instalar e usar software desenvolvido para Windows

3. Lutris (http://lutris.net/) uma plataforma de jogos desenvolvida para GNU / Linux, um grande recurso apesar de estar em fase de desenvolvimento.

4. Truques de vinho (http://wiki.winehq.org/winetricks) funciona como um script que ajuda a baixar as bibliotecas necessárias para rodar jogos Linux, como .NET Frameworks, DirectX, etc.

Para todos esses programas, podemos consultar suas respectivas páginas oficiais, seja no gerenciador de programas Linux Mint ou no terminal. Da mesma forma, é altamente recomendável ler este mini-tutor que explica como instalar e configurar cada um deles.

7. Instale plug-ins de áudio

Alguns deles, como Gstreamer ou Timidity, nos ajudarão a expandir nosso catálogo de formatos suportados; ambos são encontrados no gerenciador de programas ou podem ser instalados usando o comando sudo apt-get install. Também mencionamos o software pulseaudio-equalizer, capaz de nos dar uma configuração de Pulse Audio e melhorar a qualidade do som; para instalá-lo usaremos 3 comandos:

sudo add-apt-repository ppa: nilarimogard / webupd8
sudo apt-get update
sudo apt-get install equalizador de áudio de pulso

8. Instale o Gparted

É possível que em algumas instalações este componente não seja tão útil quanto no gerenciamento das partições de nossos discos. Tê-lo em nossa distribuição é tão fácil quanto digitar sudo apt-get install gparted ou no gerenciador de programas.

9. Instale outros programas

O resto é obter o software que você deseja para cada necessidade. Há muitas maneiras de fazer isso:

1. No Gerenciador de programa, que entramos em Menu> Administração, temos uma quantidade muito generosa de programas para qualquer função que nos ocorra. O gerenciador é organizado por categorias, o que facilita a busca pelo que queremos. Uma vez localizado o programa de que precisamos, basta pressionar o botão instalar e digitar a senha do Administrador; Podemos até criar uma fila de instalação que o mesmo gerenciador executará sequencialmente.

2. Com o Gerenciador de pacotes se soubermos exatamente quais pacotes queremos instalar. Não é recomendado instalar programas do zero se não conhecermos todos os pacotes de que precisaremos.

3. Por meio de um terminal (Menu> Acessórios) e digitando geralmente sudo apt-get install + nome do programa. Às vezes teremos que adicionar previamente o repositório com os comandos sudo apt-get ppa: + nome do repositório; para procurar um programa com o console, podemos digitar apt search.

4. Na página http://www.getdeb.net/welcome/ (Irmã de Playdeb) também temos um bom catálogo de software compilado em pacotes .deb

5. Uma vez que o página oficial do projeto se você tiver quaisquer outras etapas de instalação.

Algumas recomendações de software:

  • Mozilla Firefox, Google Chrome, Opera: navegadores de Internet
  • Mozilla Thunderbird: gerenciador de e-mail e calendário
  • Libre Office, Open Office, K-Office: pacotes de escritório
  • Comix: leitor de quadrinhos
  • Okular: leitor de vários arquivos (incluindo pdf)
  • Inkscape: editor de gráficos vetoriais
  • Blender: Modelador 3D
  • Gimp: criação e edição de imagens
  • VLC, Mplayer: reprodutores de som e vídeo
  • Rythmbox, Audacious, Songbird, Amarok - reprodutores de áudio
  • Boxee: centro multimídia
  • Calibre: gerenciamento de e-book
  • Picasa - Gerenciamento de imagens
  • Audacity, LMMS: plataformas de edição de áudio
  • Pidgin, Emesené, Empathy: clientes de chat multiprotocolo
  • Google Earth: o conhecido globo virtual do Google
  • Transmissão, Vuze: clientes P2P
  • Bluefish: editor de HTML
  • Geany, Eclipse, Emacs, Gambas: ambientes de desenvolvimento para diferentes linguagens
  • Gwibber, Tweetdeck: clientes para redes sociais
  • K3B, Brasero: gravadores de disco
  • Furious ISO Mount: para montar imagens ISO em nosso sistema
  • Unetbootin: permite que você "monte" sistemas operacionais em um pendrive
  • ManDVD, Devede: Autoria e Criação de DVD
  • Bleachbit: remove arquivos desnecessários do sistema
  • VirtualBox, Wine, Dosemu, Vmware, Bochs, PearPC, ARPS, Win4Linux: emulação de sistemas operacionais e software
  • Jogos existem milhares e para todos os gostos !!

Para ver uma lista mais extensa, você pode visitar o Seção de programas deste blog.

Limpar cache

Não é necessário, mas se em algum momento quisermos limpar a memória dos processos abrimos um terminal e escrevemos o seguinte: su - (ser root) e então echo 3> / proc / sys / vm / drop_caches. Este processo não é destrutivo, mas ainda é recomendável a leitura de outras referências na internet, por exemplo: http://linux-mm.org/Drop_Caches

Explore nosso novo sistema

Já temos um sistema operacional completo pronto para o nosso uso diário. Como sempre, é recomendável explorar os gerenciadores, opções, configurações e outras ferramentas do sistema para nos familiarizar com todas as virtudes do nosso sistema.

Resumindo, relaxe e aproveite os benefícios do software livre. Aprenda imediatamente como é estar livre de vírus, telas azuis e restrições de todos os tipos.

Obrigado Juan Carlos Ortiz pela contribuição!
Interessado em faça uma contribuição?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

37 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Anônimo dito

    Outro benefício é que os erros faciais consistentes
    também irá ajudá-lo a evitar problemas comuns de pele,
    além de ajudar você a olhar e sentir mais jovem.
    As fibras e essências no
    Máscaras comerciais baratas são de qualidade muito baixa
    e pode irritar sua pele. o
    as células da pele moribunda se preenchem com a κerаtіn, criando uma camada protetora.

    Lοoκ no meu site ... máscara facial de marca

  2.   Ruben dito

    Não posso explicar como continuamos a nadar contra a corrente com as janelas, sua instabilidade e telas azuis, acabei de instalar o linux mint e posso fazer tudo o que fiz antes sem ter que baixar, (publicidade pendente), executar e esperar por erros . Muito bom para linux mint, obrigado

  3.   rio dito

    alguém sabe como conectar o linux mint a uma rede wi-fi, ou baixar o
    drivers do windows pois no linux não tenho internet?

  4.   Stephen Ramos dito

    Presume-se que ele detecta automaticamente a sua rede e basta você colocar a chave, não há necessidade de instalar nada pois fica no windows. Chek out

    1.    Maria do Carmo dito

      Você pode me dizer qual chave, porque a verdade é que não sei se é a que tenho em meu e-mail ou preciso criar uma nova. Agradeço antecipadamente e desculpe a minha ignorância

  5.   Daniel✠lǝıuɐD ツ ▲ dito

    screenshots em xp, view, seven ... vamos em todos ... se for por páginas e teste que prova isso

  6.   Victor Gomez dito

    No ponto 7, o primeiro comando está errado. O correto é:

    sudo add-apt-repository ppa: nilarimogard / webupd8

  7.   Górgonas dito

    Descobri que você usa o Mint 13 como sistema principal em seu PC e, a propósito, gosto muito dessa página, mas recentemente tive alguns problemas com esta edição da referida distribuição, da qual geralmente não se fala muito, exceto no fórum de distribuição; O problema aparentemente consiste em um erro de canela que congela completamente ao usar libreOficce, embora tenha acontecido comigo em particular sem usá-lo e a única coisa que permanece funcionando é o ponteiro do mouse e quase nenhum comando pode te tirar dessa bagunça tendo que pressionar o botão de reinicialização do PC ou no meu caso use uma combinação de teclas: alt + inprPant e escreva REISUB, como você é um usuário desta distro gostaria de perguntar se isso aconteceu com você ou se você ouviu falar deste problema , ou quem sabe dedicar um artigo à solução deste erro porque pelo menos tive que voltar à versão anterior porque não consigo encontrar a solução, obrigado.

  8.   Marcos dito

    Olá, eu uso o Linux Mint 13 com o Mate de 64 bits ... sem problemas, 15 dias atrás. Ontem instalei os drivers proprietários de um ati hd 6750, excelente. Tudo bem. Gosto mais de canela, não experimentei, mas gosto mais. Eu instalei o mate só porque li que a canela era um pouco imatura. Deve ser por isso, acho que você tem que olhar em volta até melhorar, ou ir para o companheiro ou para outra mesa. Por mais que o mesmo linux mint fosse excelente, eu não usaria um ubuntu, nem debian, nem arch ... claro, falo por experiência própria, com todo o respeito a quem gosta dessas distros, sem fanatismo. Eu abraço a comunidade livre. Marcos M.

  9.   Louis Escobar dito

    Acho a contribuição excelente =) Obrigado ... continue assim, não pare de usar o Linux, é o melhor =)

  10.   miguel dito

    Olá Górgona .. olha, estou usando canela no Mint 13, e o único problema que tenho é com o fundo da área de trabalho (tive que instalar o Wallch para controlá-lo) que não funciona para mim no modo automático - ele muda ao longo do dia- bem como nenhum menu de configuração aparece, o que se acontece no Mate.
    Agora, eu tinha o Mint 13 de 32 bits instalado e tive alguns problemas e de tanto ler por aí -google- não é recomendado instalar um 32 em uma máquina de 64 bits, um tem suas vantagens sobre o outro e logicamente isso não deve acontecer nada, senão fica mais leve, mas gera alguns desconfortos. Aí instalei de forma limpa o 64 e os problemas foram corrigidos, também com isso aproveito e aproveito ao máximo os recursos da máquina (algo que não acontece com o 32 dentro de um 64) e o problema é que não tem muito suporte para 64 Mas como te falei, resolvi todos os problemas que tinha anteriormente, e os mesmos eram com Mate ou Cinnamom (Canela).
    Isso é para você revisar que tipo de máquina você tem e que tipo de processador está usando, talvez o problema esteja acontecendo aí.
    Saudações.

  11.   Juank dito

    Não sei se o Pablo tem um conselho melhor do que eu, mas no meu caso particular utilizo a versão com MATE como ambiente, pois é mais robusto e menos sujeito a erros do que o Cinnamon (não porque critique o ambiente que utiliza) . Um conselho seria mudar para o MATE para ver se o seu problema foi resolvido, porque por enquanto é a primeira vez que ouço falar de tal problema

  12.   Juank dito

    Exatamente

  13.   João Paulo prefeito dito

    é o mesmo para Canela isso não é ??

  14.   Karlisle Chapeleiro dito

    Ei, marque um erro no »raise SystemExit» Não sei por quê ?? se você pode me ajudar com isso ..

  15.   Lucasmatias dito

    Obrigado, muito completo 😉

  16.   Vamos usar Linux dito

    Boa contribuição!

  17.   Vamos usar Linux dito

    Pronto ... 🙂

  18.   Luís dito

    Olhe bem, eu corrigi três palavras, não apenas o libreoffice 😉 Um «idioma» e uma «linguagem» ... Saudações.

  19.   Luís dito

    Aliás, o post é muito útil, muito obrigado!

  20.   Vamos usar Linux dito

    Corrigido. Obrigado!
    Felicidades! Paulo.

  21.   Calderon Juniors dito

    Ainda vejo vários dos erros, se você puder corrigi-los!

    Semelhante a: sudo apt-get install laguage-pack-gnome-es

    É linguagem

  22.   Pepe Wasquez dito

    Olá, se alguém quiser instalar o dnie nesta distribuição, basta seguir os passos desta página, http://bitplanet.es/manuales/3-linux/324-instalar-lector-dnie-en-ubuntu-1210.html, Eu tentei e funcionou para mim sem problemas.

  23.   Vamos usar Linux dito

    Como é bom ler suas falas. 🙂 Todos nós passamos pela mesma coisa. Bem-vindo à comunidade Linux.

  24.   Adrian dito

    Imagens azuis da morte? Bem, você certamente estava usando o Windows 98! Desde o Windows XP, essas coisas praticamente não existem mais, a menos que você seja um usuário sofredor do Windows Vista, mas isso tem uma solução: Windows 7 🙂

    1.    Ás de espadas dito

      E no Windows 8 eles voltaram ... 😉

  25.   Ghermain Azul dito

    Muito boa página, obrigado por ajudar aqueles de nós que migraram do Windows ... Cansei das telas azuis da morte ... Tentei várias distros por 5 meses para me familiarizar e encontrar a que mais se adequava ao meu estilo e demandas e acabei deixando o LinuxMint 13 permanentemente do KDE 64 bits e isso é ótimo… Já encontrei tudo o que pode ser feito e paro de depender dos de Redmond, só para avisar que a instalação do Wine nem me chamou a atenção… com o Linux, há de tudo para a maioria.

  26.   Rei Leônidas dito

    Estou gostando muito do Cinnamon, só tive um pequeno problema com o utilitário de captura de tela que, após uma atualização, para de exibir a caixa de diálogo e salva a captura em / Imagens.

    Outro problema resolvido é mudar o GDM ... se você baixar um tema do GDM ele não reconhece, a forma de fazer é mudar o nome de tudo que o GDM coloca no MDM e pronto, funciona ... Deixo-vos um script que faz isso automaticamente (não é meu, mas funciona),

    #! / usr / bin / env python

    # Converter tema GDM em MDM por esteban1uy
    importar pygtk
    importar tarfile
    importar os
    import sys
    importar arquivo temporário
    importar gtk

    pygtk.require ('2.0')

    if gtk.pygtk_version <(2,3,90):
    aumentar SystemExit
    def look_in_directory (diretório):
    para f em os.listdir (diretório):
    se os.path.isfile (os.path.join (diretório, f)):
    if f == "GdmGreeterTheme.desktop":
    retornar os.path.join (diretório, f)
    se os.path.isdir (os.path.join (diretório, f)):
    if look_in_directory (os.path.join (directory, f))! = "":
    retornar os.path.join (diretório, f)

    dialog = gtk.FileChooserDialog ("Selecionar arquivo de tema",
    Nenhum,
    gtk.FILE_CHOOSER_ACTION_OPEN,
    (gtk.STOCK_CANCEL, gtk.RESPONSE_CANCEL,
    gtk.STOCK_OPEN, gtk.RESPONSE_OK))
    dialog.set_default_response (gtk.RESPONSE_OK)

    filter = gtk.FileFilter ()
    filter.set_name ("Todos os arquivos")
    filter.add_pattern ("*. tar.gz")
    dialog.add_filter (filtro)

    resposta = dialog.run ()
    se resposta == gtk.RESPONSE_OK:
    fullpathToTar = dialog.get_filename ()
    fullpath = os.path.dirname (fullpathToTar)
    tar = tarfile.open (fullpathToTar, "r: gz")
    destinationPath = tempfile.mkdtemp () + "/"
    tar.extractall (destinationPath)
    GdmFile = look_in_directory (destinationPath)
    if GdmFile! = "":
    o = abrir (GdmFile + »/ MdmGreeterTheme.desktop», »a»)
    para linha em aberto (GdmFile + »/ GdmGreeterTheme.desktop»):
    line = line.replace ("GdmGreeterTheme", "MdmGreeterTheme")
    o.write (linha)
    o.close ()
    pasta interna = os.path.split (os.path.dirname (GdmFile + »/»)) [1]
    newtar = tarfile.open (fullpath + "/ + + pasta interna +" _for_MDM.tar.gz "," w: gz ")
    newtar.add (GdmFile + »/», pasta interna + »/»)
    newtar.close ()
    resposta elif == gtk.RESPONSE_CANCEL:
    Saída()
    dialog.destroy ()

  27.   Kalin dito

    Obrigado Juan Carlos pela contribuição. xD

  28.   Luís dito

    No ponto 3, sobre a instalação de pacotes de idiomas, há erros de sintaxe que levam a erros: A maneira correta seria

    sudo apt-get install language-pack-gnome-en language-pack-en language-pack-kde-pt
    libreoffice-l10n-en thunderbird-locale-en thunderbird-locale-en-en thunderbird-locale-en-ar

    Uma saudação.

  29.   Stephen dito

    Linux mint 13 é o mero versh! Esse laptop tinha winbugs 8 e de vez em quando o navegador travava e sem esquecer que tinha que pagar licenças! Mas os maias caíram em silêncio do céu ...
    LONG LIVE LINUX!

  30.   Cuervo dito

    Simplesmente no linux você esquece seriais, cracks, antivírus, licenças, procura de programas, desfragmentação dd, reinicia toda vez que você atualiza, erros, instala drivers, etc etc ... e muito mais.

  31.   Roberto pombo dito

    Para mim foi uma agradável surpresa descobrir que LinuxMint Maya teve vários anos usando UBUNTU embora seja bom senão excelente, mas isso é superexcelente, eu o instalei junto com o Windows7 e não dá nenhum problema. Instalei com Wiinmit4.exe e a única coisa que quando já está instalado eu não atualizo e atualizo para atualizar devemos deletar o pacote ou mediubuntu com o synaptic e eu faço a atualização e atualização novamente e funciona perfeitamente. é rápido, bonito e fácil de usar. Eu faço isso porque verifiquei que ele não me atualizou corretamente quando usei o update% upgrade.

  32.   carlos dito

    Depois de instalar o linux mint no disco rígido e terminar corretamente, quando tento inicializar do disco rígido o sistema não consegue encontrar o sistema operacional. que posso fazer?

    1.    vamos usar linux dito

      Olá, Carlos!

      Por alguns dias, disponibilizamos um novo serviço de perguntas e respostas chamado Pergunte ao FromLinux. Sugerimos que você transfira esse tipo de consulta para lá, para que toda a comunidade possa ajudá-lo com seu problema.

      Um abraço, Pablo.

      1.    Gerard dito

        até agora estou bem, com este sistema operacional

  33.   arucarl dito

    porque eu não consigo instalar o tema no linux mit 13, ele me diz gtk + não instalado auyda plis