[Quarta parte] LMDE em profundidade: Ganhando em desempenho

Depois do instalação, atualizar y personalização de alguns componentes en LMDEVamos ver como ganhar um pouco mais de desempenho, principalmente se tivermos computadores menos potentes ou se formos, como eu, um daqueles que gostam de aproveitar cada espaço da RAM.

Muitas das dicas que apresento a seguir podem ser alcançadas usando as ferramentas que o próprio Mint incorpora, por isso vou mostrar as duas maneiras de fazer isso.

RCConf.

A primeira coisa que vamos fazer é nos instalar rcconf. Este pacote, uma vez instalado, nos permitirá ter controle sobre quais processos são iniciados quando o sistema inicializa.

$ sudo aptitude install rcconf

Depois de concluído o processo de instalação, podemos executá-lo de duas maneiras. Se quisermos que os processos sejam executados ou parados naquele momento, executamos:

$ sudo rcconf - agora

se quisermos que os processos não sejam executados naquele momento:

$ sudo rcconf

Devemos obter algo assim:

RCConf

Lá podemos selecionar com a barra de espaço, o processo que queremos iniciar com o sistema. No meu caso, removo o seguinte:

  • exim4 (se não desinstalamos o exim).
  • Bluetooth.
  • copos.
  • live-config.
  • samba.
  • são.
  • mapa de porta (opcional)
  • pppd-dns

Otimizando a área de trabalho.

LMDE como derivado de linuxmint, incorpora o mintools, e entre eles MintDesktop. com MintDesktop Podemos fazer várias coisas, mas agora estamos interessados ​​apenas em 2 delas.

Na seção Windows, marcamos a opção que está destacada na imagem abaixo.

MintDesktop

Isto o que fará é desativar o efeito que é mostrado quando maximizamos ou minimizamos uma janela, e que o conteúdo das pastas não é mostrado ao arrastá-las.

Podemos conseguir o mesmo usando Editor Gconf. Para isso executamos Alt + F2 e nós escrevemos editor gconf. Mais tarde iremos aplicativos »metacidade» geral »reduzido_resources e nós o selecionamos.

Editor de Configuração

Removendo fortunas.

Uma das coisas que os usuários de linuxmint eles clamavam, era ter a opção de desabilitar Fortunas, que nada mais é do que a mensagem que sai com um animal toda vez que abrimos o console. Com MintDesktop também pode ser alcançado na seção terminal.

MintDesktop

Ou podemos apenas abrir um terminal e colocar:

$ sudo gedit /etc/bash.bashrc

Procuramos a linha que diz:

/ usr / bin / mint-fortune

e nós mudamos para:

# / usr / bin / mint-fortune

Aplicativos na inicialização.

Agora também podemos aliviar o sistema um pouco removendo aplicativos / daemons que iniciam quando entramos em nossa sessão. Para isso vamos para Menu »Aplicativos» Preferências »Aplicativos na inicialização.

Aplicativos na inicialização

Onde pelo menos eu, desmarque as seguintes opções:

  • Applet da fila de impressão
  • Assistência Visual.
  • Compartilhamento de arquivos pessoais.
  • Área de trabalho remota.
  • Gerenciador de Bluetooth.
  • Som de login do Gnome.
  • MintUpdate.
  • mintUpload.
  • hortelãBem-vindo.
  • Notificações de disco.
  • Notificador de alerta de evolução.
  • Sistema de som Pulseaudio.

Devemos ter em mente que eu desativo coisas de que não preciso. Se você precisar que alguns desses daemons sejam iniciados primeiro, não os desative. : d

Outras opções:

Se quisermos ir um pouco mais longe, podemos remover algumas outras coisas, como mintMenu e colocar o cardápio Gnome, ou gerenciar a rede manualmente e não por NetworkManager.

O resultado de tudo o que mostrei neste artigo é que meu PC com 1Gb RAM log in com 68Mb consumo em RAM.

Adeus ao TTY:

Outra forma de otimizar recursos é removendo alguns TTYs e usando apenas os necessários. Para isso editamos o arquivo / etc / inittab.

sudo gedit / etc / inittab

Olhamos onde diz o seguinte:

1: 2345: respawn: / sbin / getty 38400 tty1
2: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty2
3: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty3
4: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty4
5: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty5
6: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty6

e comentamos aqueles de que não precisamos. No meu caso sempre deixo 2:

1: 2345: respawn: / sbin / getty 38400 tty1
2: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty2
# 3: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty3
# 4: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty4
# 5: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty5
# 6: 23: respawn: / sbin / getty 38400 tty6

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

11 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   burjans dito

    Deixo-te um +1

    ola2 😉

    1.    elav <° Linux dito

      Obrigado compa 😀

  2.   Yoyo dito

    Outro +1, e se houvesse um +20 eu daria a você 😉

    1.    elav <° Linux dito

      Estou feliz por ter te servido ^^

  3.   Moscosov dito

    Muito obrigado, os guias do LMDE são muito úteis.

    Saudações do Chile.

  4.   Caspol dito

    Eu adorei, apliquei e tem sido incrível. Tenho 2 perguntas sobre o LMDE e são:
    - Por que a versão de 64 bits começa com quase 80 megabytes a mais do que a versão de 32 bits?
    - Alguém encontrou este tutorial na versão 64 bits?
    NOTA: que na versão de 32 bits isso está rolando !!!

  5.   Francesco dito

    Capsol é muito simples, a realidade é que as versões de 64 bits sempre consumirão algo mais do que as versões de 32 bits e se você tentar o kde ficará de boca aberta sobre o que ele consome em 64 bits e em vez do coisa normal que vai a 32.

    lembranças

  6.   Carlos dito

    Muito boa série de artigos, obrigado.

    1.    elav <° Linux dito

      Obrigado por passar por 😀

  7.   oróbio dito

    Como posso mudar o GDM que o LMDE tem por padrão

  8.   farelo2n dito

    muito bom 🙂