SSR: a história de uma maçã

A Apple é uma das marcas do setor que, como a Microsoft na época, atualmente domina o mercado e dita tendências de alguma forma. É odiado e reverenciado, e o último fornece um tal culto que, como talibã, eles defendem com unhas e dentes. Mas seria preciso perguntar: é mesmo verdade que o mais conhecido (Jobs) dos fundadores da Apple é o gênio que se proclama em todos os lugares? Vamos então por partes e ver uma revisão dessas pessoas.

Steve Paul Jobs: Hijo natural de estudiantes universitarios que lo entregan en adopción a la familia formada por Paul y Clara Jobs (de origen armenio). Paul Jobs fué maquinista de la empresa ferroviaria y su madre ama de casa. En 1961 se traslada la familia a Mountain View al sur de Palo Alto, el cual se convertiría en uno de los centros más importantes de la industria electrónica. Asistió a la escuela primaria Middle School y a la secundaria Homestead H.S., en Cupertino. Se unió al club Hewlett-Packard Explorer, donde ingenieros de HP mostraban a los jóvenes sus nuevos productos, allí donde Steve vio su primera computadora a la edad de 12 años.

Em uma ocasião, Jobs perguntou ao então presidente da empresa, William Hewlett, sobre algumas peças de que ele precisava para concluir um projeto de classe. Isso lhe rendeu o apoio de W. Hewlett, que o forneceu e o ofereceu para fazer um estágio de verão em sua empresa. Mais tarde, Jobs seria contratado como funcionário de verão.

Stephen Wozniack: Nacido en una familia de inmigrantes de Bucovina, su padre de origen ucraniano y su madre de origen alemán. Los padres de Stephen se mudaron a los EE.UU. después de la guerra. Los valores de Woz fueron formados y fortalecidos durante años por su familia, el pensamiento individual, la filosofía moral, la ética de la radio amateur (ayudar a la gente en emergencias) y los libros (la actitud utilitaria y humanitaria de Swift) entre otras cosas.

Wozniak sempre amou tudo que exige muita reflexão, mesmo que seja desprovido de qualquer praticidade ou comercialização. Ele aprendeu o básico de matemática e eletrônica com seu pai. Quando Woz tinha onze anos, ele construiu sua própria estação de rádio amador e obteve uma licença de transmissão. Aos treze anos, foi eleito presidente do clube de eletrônica de seu instituto, ganhando o primeiro prêmio em uma feira de ciências por uma calculadora baseada em transistor. Também aos treze anos, Woz começou a projetar seus primeiros computadores (incluindo um que podia jogar jogo da velha), que lançou as bases para seus sucessos subsequentes.

Depois de deixar a Universidade do Colorado, Woz e seu vizinho, Bill Fernández, construíram um computador juntos na garagem dos pais de Fernández. Por volta dessa época, Fernandez apresentou Woz a seu melhor amigo e colega de classe, Steve Jobs, um solitário ambicioso que rapidamente se tornou amigo de Woz, e eles começaram a trabalhar juntos.

Ronald Wayne: Buscando por la red prácticamente no hay mucho respecto a su biografía, así que asumiremos que es el típico chico estadounidense creado y educado en la postguerra. Se puede decir que es el tercer y poco conocido fundador de la empresa de computadoras Apple Computer. Fue él quien ilustró el primer logotipo de Apple (un dibujo de Isaac Newton debajo de un manzano). Además escribió los manuales de instrucciones del Apple I y el convenio de colaboración.

Como Jobs e indiretamente Woz, Wayne trabalhou na Atari, antes de o trio fundar a empresa Apple em 1976. Jobs o trouxe para o projeto da Apple para evitar qualquer obstáculo na votação das decisões de Steve, recebendo uma participação de 10% quando a empresa foi fundada.

Wayne continuou a trabalhar na Atari porque não confiava na nova empresa, da qual renunciou onze dias após sua fundação, vendendo suas ações por $ 800. Em 1977, eles deram a ele um bônus de despedida de $ 1,700.

Fundo

Wozniak soube da Bluebox por meio de um artigo da Esquire em outubro de 1971 escrito por Ron Rosenbaum. Bluebox é um aparelho com o qual se pode usar o sistema telefônico emulando os toques usados ​​pelas centrais telefônicas analógicas da época, Wozniak construiu e Jobs vendeu o Bluebox por cinquenta dólares a unidade, dividindo os lucros.

Em 1971, Wozniack contou a Jobs sobre sua intenção de fazer um computador para uso pessoal e em 1976 ele o trouxe à vida. Naquela época, Woz era funcionário da Hewlett Packard e tinha a obrigação contratual de apresentar suas idéias à empresa. Finalmente, a HP o rejeitou e Jobs levaria pouco tempo para apresentar a equipe à Universidade de Berkeley, onde seria um sucesso espetacular.

Em pouco tempo, eles começaram a receber pequenos pedidos de computadores que eles próprios construíram com máquinas feitas à mão, eventualmente vendendo cerca de 200 cópias de suas máquinas. apple I. Mais amigos se juntaram a eles, mas os recursos do Apple I eram limitados, então eles começaram a procurar financiamento. Finalmente, Jobs conheceu Mike Markkula, que concordou em investir $ 250.000 USD, criando assim, em 1º de abril de 1976, a Apple Computer.

Apple II e sucesso

Para Wozniak, o Apple II seria simplesmente o computador que ele gostaria de construir se não tivesse as restrições financeiras que teve com o Apple I. Ele teve a ideia de incluir memória de vídeo no computador para gerenciar a tela colorida, do mesmo Este modo incluía vários cartões de expansão para que os usuários pudessem expandir os recursos do computador de acordo com suas próprias necessidades.

Foi esta equipa que deu à empresa a solidez financeira que lhe permitiu tornar-se uma das favoritas e estar à frente das restantes.

Mais tarde, eles lançaram o Apple III e III + que foram junto com o Lisa (um PC que seria o meio-termo entre a Apple e o Mac) um retumbante fracasso técnico e financeiro.

Um dos poucos benefícios que o fracasso de Lisa trouxe foi que, seguindo a recomendação de pessoas como Jef Raskin e Bill Atkinson, Jobs decidiu negociar um acordo com a Xerox PARC que consistia em uma visita aos laboratórios da Xerox em troca de um milhão de dólares. ação da Apple quando foi listada na bolsa de valores. Após esta visita em dezembro de 1979, Jobs entendeu que o futuro estaria em máquinas com interface gráfica de usuário (GUI) e o ponteiro (mouse ou mouse), desenvolvido pela Xerox. Daqui nasceu uma rivalidade que duraria alguns anos: o IBM PC compatível (por isso falamos da Microsoft) e os computadores Apple.

Mitos e fatos: a origem do nome e do logotipo da Apple

Muitos atribuem o nome da empresa a Jobs, pois era, segundo o folclore popular, que essa fruta era a sua preferida. A realidade A Apple é uma ocorrência de Jobs, não importa o quão rebuscada ou rica seja a história, mas o logotipo é outra história. Este foi o trabalho de Rob Janoff que apresentou várias versões do logotipo com uma síntese muito boa da maçã (incluindo a mordida). Uma das idéias mais difundidas é que a maçã mordida foi feita em homenagem a Alan Turing, um dos pais da computação, que se suicidou comendo uma maçã envenenada com cianeto. Na verdade, algumas lendas urbanas afirmam que as cores do arco-íris são um tributo à homossexualidade de Turing. No entanto, esses rumores não foram confirmados. Além do mais, a bandeira do arco-íris da homossexualidade foi projetada dois anos após a introdução do primeiro logotipo da Apple Apple e exibe as cores em uma ordem diferente, então essa última suposição parece altamente improvável.

O número 0 da empresa.

Uma das histórias mais comentadas quando se trata do desejo de Jobs por liderança e destaque é que, assim que a Apple começou a crescer, o conselho de diretores da empresa decidiu atribuir números aos funcionários. Wozniak recebeu o número 1 e Jobs ficou com o número 2. Seu aborrecimento era tanto que, ao reclamar, conseguiu levar o número 0. Isso denota a personalidade e os pontos de vista de Jobs, resumindo-se em despotismo, egoísmo e controle de ferro ralar a ditatorial incomparável na indústria. Este último em referência ao fato de que no início Jobs, tendo uma comissão da Atari, jogou um pouco "sujo" para Woz, que mais tarde descobriria.

Estacionamento grátis

O péssimo hábito de Jobs de estacionar onde quer, sem respeitar regras ou placas, é notório. Não são apenas boatos, são inúmeras as fotos que mostram o carro de Jobs ocupando a vaga reservada para deficientes ou mesmo duas vagas de estacionamento. Diz-se também (e isso é boato) que alguém até desenhou o logotipo da Mercedes na praça dos deficientes, aludindo ao veículo do falecido executivo da Apple, um Mercedes SL55 AMG.

Ele revolucionou o mundo da computação pessoal.

Embora Steve Jobs o máximo que fizesse fisicamente no Apple I fosse soldar alguns chips, a ideia de que uma pessoa normal pode e quer usar um computador era dele. Steve Jobs Eu não poderia ter tornado realidade sem WozniakComo se não fosse por Wozniak, Jobs não teria um produto para tornar essa visão uma realidade.

Ele revolucionou o mundo da computação com a invenção / introdução da interface gráfica e do mouse.

Na verdade, tanto a interface gráfica quanto o mouse eram tecnologias adaptadas do trabalho que estava sendo realizado em Palo Alto pela XEROX, em seu laboratório XEROX PARC.

Por recomendação de Jef Raskin e Bill Atkinson, Jobs decidiu negociar um acordo com a Xerox PARC que consistia em uma visita aos laboratórios da Xerox em troca de um milhão de dólares em ações da Apple quando ela foi listada na bolsa de valores. Após esta visita em dezembro de 1979, Jobs entendeu que o futuro estaria nas máquinas com interface gráfica de usuário (GUI) e o ponteiro (mouse ou mouse).

machintosh

Na verdade, Jobs nem mesmo sugeriu o nome "Macintosh". O nome foi sugerido por uma das pessoas que criaram sua interface gráfica: Jef Raskin.

A saída do Steves e do Bump que permitiu à Microsoft e IBM (e compatível) dominar o mercado.

Em meados dos anos 80, foi demitido pelo CEO que contratou, Mike Scully, já que Jobs não poderia ficar sem o controle total da empresa. Depois disso, Jobs adquiriu o The Graphics Group (agora conhecido como PIXAR), que era uma subsidiária da Lucas Films. Em 24 de janeiro de 2006, após várias desavenças, Walt Disney anunciou a compra de todas as ações da Pixar por US $ 7.400 bilhões, tornando Jobs o maior acionista individual da Disney, com uma participação de 7%.

Na mesma época, Jobs decidiu criar a empresa Next Computers, mas concentrou a estratégia de sua empresa na produção de software, mudando o nome da empresa para Next Software Inc. Uma das decisões mais marcantes foi a venda de equipamentos NeXT construídos em torno da Microprocessadores Intel 486 e SPARC. Curiosamente, a Apple Computer anunciou em 20 de dezembro de 1996 a aquisição da NeXT Software por 400 milhões de dólares a fim de atualizar o sistema operacional de computadores MacintoshApós o fracasso da empresa com a Copland, um projeto que nunca foi concluído. Assim, Jobs voltou a fazer parte da empresa Apple. No final da década de 90, a Apple estava quase morta e o domínio da Microsoft era avassalador. Havia outras alternativas, como Unix e derivados, mas levaria alguns anos de trabalho para que as GUIs nesses ambientes fossem mais utilizáveis.

Já Woz, em 1982 e 1983, patrocinou duas edições do US Festival, festa que celebra a evolução da tecnologia e a fusão da música, dos computadores e da televisão. Woz deixou a Apple para sempre em 6 de fevereiro de 1985, nove anos depois de criar a empresa. Wozniak então fundou uma nova empresa chamada Cloud 9 que desenvolveu controles remotos, tornando-se o primeiro controle remoto universal do mercado em 1987.

Steve Jobs é um iGenio e faz com que a Apple "pense diferente"

Uma coisa pela qual Jobs deve ser creditado é a contratação das pessoas certas para o trabalho.

Para surpresa de muitos, a ideia de nomear o iMac dessa forma, e o slogan "Pense diferente", não foi ideia de Jobs. em vez disso, foi ideia de Ken Segall, um publicitário. Portanto, da próxima vez que você disser "Espero que Steve esteja no iCielo", lembre-se de prestar respeito a quem realmente iCleo.

Da mesma forma, o design revolucionário do iMac é responsabilidade, não de Jobs, mas de Jonathan Ive, um designer agora renomado, que também é responsável por projetar basicamente todos os produtos da Apple, do iMac ao iPod, ao iPhone e ao iPod. iPad.

Dispositivos "Post-PC" / iTunes.

Woz no início dos anos 80 patrocinou duas edições do Festival dos Estados Unidos, uma festa que celebra a evolução da tecnologia e a fusão da música, dos computadores e da televisão. Algo que muitos presumem que Jobs concebeu, mas na verdade era obra de Woz, algo que estava à frente do tempo quando ele o propôs.

O que deve ser reconhecido é que Jobs viu que embora o iMac fosse um sucesso total, havia aspectos do ecossistema que estavam evoluindo (como a possibilidade de baixar uma música da Internet), ele decidiu que era hora de desenvolver dispositivos que também entrar nesses mercados e integrar tecnologia existente (como o iMac), com novas tecnologias (como a Internet, mp3, etc).

Assim nasceu o conceito de iTunes e iPod. Oferecendo uma alternativa legal (financeiramente acessível e também um tópico questionável) à "pirataria de música", ao mesmo tempo que estabelecia uma ligação entre o computador pessoal e a música digital, Jobs e a Apple revolucionariam mais uma vez a forma como vemos as coisas. Também aqui Jobs baseia a sua ideia em algo que já existia no mercado e legalmente: “Redes Reais” onde se podia ter a sua discoteca pessoal a um custo por música ou álbum directamente no PC.

O PC se tornaria o "centro de comando" onde uma pessoa poderia editar, desfrutar e manipular suas fotos, vídeos e músicas, bem como gerenciar os dispositivos relacionados a estes, como o iPod (que roda mp3s), câmeras digitais e filmadoras.

Conclusão

Como você notará, nesta pequena análise pessoal e baseada em várias fontes aceitas e não pelos protagonistas, algo em particular pode ser notado:

Jobs, embora no começo fosse um neófito e idiota em marketing, com o tempo ele os aprimorou e se tornou um verdadeiro vendedor que, ao contrário da Microsoft, promovia algo que já tinha pronto, que funcionava e de muito boa qualidade.

No que diz respeito à tecnologia, Jobs aproveitou o talento de seus colegas fundadores da Apple, principalmente Woz, pois sem esse engenheiro a Apple nunca teria sido o que é. Também muitos dos estereótipos, logotipos, design gráfico, entre outros, são obra de outras pessoas que, embora recebessem seu pagamento, não tiveram o devido crédito.

Como Bill Gates, Jobs foi um empresário que lutou com unhas e dentes para ficar e ser protagonista, suas políticas e formas de trabalhar são muito questionáveis ​​e, aparentemente, o domínio da Apple será por um bom período de tempo e a Microsoft se contentará com seja o segundo ou talvez, a Apple acaba absorvendo-o já que segundo a tendência e os especialistas, o futuro está na mobilidade dos aparelhos e nisso a Microsoft não é um concorrente da Apple.

E quanto ao Linux, felizmente (para muitos e não para outros) a Cannonical decidiu trabalhar lado a lado com outro grande na indústria do Google (sobre o qual falaremos em outro post) para enfrentar a dupla Apple - Microsoft e ter uma alternativa aberta para atuar como um contrapeso.


Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Edgar J Portillo dito

    Uau ... (Se não WOW, mas WOW) ...
    Sempre pensei que era o Jobs quem fazia o trabalho, que ironia do sobrenome não? ...
    Bem, em parte o da Canonical & Google me dá um certo nojo, mas ou por causa do crescimento do Linux ...

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal Edgar?

      Veja, a Cannonical e o Google são empresas com fins lucrativos, existem porque há nichos de mercado a serem preenchidos ou ocupados. A Apple tem um ecossistema totalmente fechado e a Microsoft está indo na mesma direção (em particular com o Windows 8), então não acho que eles perdem a oportunidade de negócio que pode ser gerada.

      Não acredito em coincidências, você sabe, e se você olhar e analisar diferentes fontes, como revistas especializadas e blogs na área de tecnologia da informação, algo está se formando.

      1.    Edgar J Portillo dito

        E cheira estranho para mim ver ... (¬_¬) ...

      2.    anônimo dito

        Espero que não queimem, eu falei.

  2.   3ndriago dito

    E de acordo com o próprio Wozniak, ele nunca teria vendido uma única placa-mãe se não fosse por Jobs ...

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal o 3ndriago.

      Isso mesmo, essa dupla se complementa de tal forma que uma não poderia ter sido sem a outra. Mas, na minha opinião pessoal, Woz era e é o verdadeiro coração da empresa e de Jobs um excelente publicitário (embora no início tenha deixado muito a desejar, para uma amostra é preciso ver o vídeo promocional do Apple II).

  3.   Josh dito

    Tópico de leitura muito bom, não sabia a história por trás da Apple.
    Obrigado por compartilhar.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal Josh?

      De nada, a ideia de postar esses tópicos é fazer uma revisão das origens (e dos mitos que foram criados) dos fundadores do setor. É claro que muitos estão faltando, mas a Apple é um deles.

  4.   anônimo dito

    E a salvação do Linux é canônica.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal Anônimo.

      Olha, eu não sei, mas como vocês podem ver o fechamento da comunidade no processo de desenvolvimento, o ubuntu-Phones, ubuntu-TV e a interconectividade do Ubuntu com Android, entre outras coisas, sugiro mas não posso afirmar como É verdade, isso é mais uma especulação pessoal (não acredito em coincidências e mais nesse negócio).

      O que está claro para mim é que antes do fechamento dos ecossistemas da Apple e daquele que vem com a Microsoft, tem que haver uma alternativa, já que o segmento de mercado e o potencial de receita são muito grandes para serem ignorados.

  5.   órbita dito

    Foi leve em comparação com a Microsoft, você deve ver o filme Piratas do Vale do Silício, onde a história desses personagens legais é contada, tanto o início da Apple quanto da Microsoft ... isso é tudo que eles lêem, mas em um filme.

    Saudações !!

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal a órbita.

      Se você estiver certo, foi leve em comparação com o que fiz da Microsoft e Bill Gates. Curiosamente, a Apple e tudo relacionado a ela (CUPS, Darwin, NextOS, etc.) é um pouco menos obscuro do que o da Microsoft se compararmos.

      Além disso, e sem defender a Apple, a Microsoft sempre anunciou algo que não tinha e prometeu muitas coisas que na realidade estavam pela metade ou não foram feitas e foram incluídas nos famosos Service Packs, por outro lado a Apple antes de Cada anúncio ou exposição já teve pelo menos um protótipo já desenvolvido para seu produto.

      Também não pense que há muito por onde escolher, porque de todos os espaços que consultei, 8 entre 10 eram apenas elogios quase religiosos ao falecido Sr. Jobs.

      Mas se eu quisesse deixar claro que depois de seu retorno, Jobs não fez nada além de vender, o resto como designs, formatos, logotipos, nomes etc. São produtos de outros e achei conveniente fazê-los notar, porque reparas, todos consideram o Jobs como o iGenio e a verdade é que não é totalmente verdade.

      1.    órbita dito

        Sim, tem toda a razão, esclareço que meu comentário não foi para elogiar jobs, hehehe acho que perdi as citações de "bons personagens", para mim e como diz o post o coração da Apple é Wozniack se ele é um gênio!

        Excelente postagem!

  6.   Cocólio dito

    Você esqueceu de dizer que o iPod, o dispositivo que realmente salvou a crApple da falência real, foi criado por Tony Fadell que, ao deixar a crApple, jurou ao medíocre Steve Jobs que não iria inventar nada melhor do que o iPod hahaha .

    Você também esqueceu de indicar que Jobs teve que pedir a Gates para investir na crApple, pois a Microsoft detém 45% da empresa, é claro, sem direito a palavra, denotando assim a covardia de Jobs e por isso há muitas coisas.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal Cocólio?

      É verdade, em relação ao seu comentário de que Gates investiu dinheiro na Apple. Em relação ao percentual, acho que é menor, mas mesmo assim Jobs fez questão de não votar. Em relação ao iPOD pelo que investiguei, era o conceito do Jonathan Ive, mas se me engano, obrigado pela dica.

      Na verdade, pegando o investimento de Gates de volta, acho que no longo prazo a Apple vai acabar comendo a janela, porque o controle da Apple e o domínio do mercado com relação a dispositivos móveis é de 90% aproximadamente. (de acordo com analistas e especialistas) para que o compromisso da Microsoft com Windows Phone e Tablets acabe sendo um problema para eles já que o domínio nesses territórios é Apple e Android (entenda o Google), onde insisto que a Microsoft não é competição. É mais poderia até mesmo assegurar que o Cannonical com seu Ubuntu Phone é mais idiota do que a Microsoft nestes assuntos.

      1.    Cocólio dito

        Hahaha não é à toa, melhor olha para a rede o que Tony Fadell está fazendo, Ive é outro medíocre que se dedica a copiar nojentamente, seguindo os passos de seu professor Jobs, seu projeto se chama Nest.

        Quanto a essa pequena empresa de frutas comendo a Microsoft! deixa-me rir, é um facto que nesta sexta-feira quando o Windows 8 for lançado veremos muitos "aplicativos" (que termo horrível para um programa) que neste momento não estão disponíveis na "Loja" tão simples, para Como se houvesse muito mais programas para Windows do que para OS X, digamos, e acima de tudo isso é muuuito mais revolucionário do que qualquer outro sistema operacional desktop ou móvel, algo que, infelizmente, os MS não souberam explorar na época porque já existia o Windows CE antes que a indignação conhecida como iOS ou Android em si, a Apple não tem uma maneira looooonga de tentar igualar a Microsoft ao Linux, mas no desktop, porque nós dois sabemos que o Linux é rei em servidores, especialmente na internet.

        Em relação à sua participação de 90% nos brinquedos da Apple, não sei de onde você tirou porque pelo que eu sei é o Android que tem mais ativações do mercado, se você passar o link eu agradeceria, por agora minha próxima compra smartphone é o Windows 8.

        1.    jorgemanjarrezlerma dito

          Bem, parabéns e esperamos que corresponda às suas expectativas. Bem, em relação aos peixinhos, o que era impossível na época já aconteceu (uma pequena empresa Borland compra Ashton Tate o gigante do banco de dados) e quem sabe, mas no fim o tempo dirá,

          O que lhes estou a dizer sobre tendências é um relatório que procuro obter da DELOITE em que se analisam as possibilidades do mercado de tecnologia. Se desejar, posso enviar uma cópia deste estudo.

          Você está bem e atenciosamente.

          1.    Cocólio dito

            Excelente, você pode me enviar esse relatório, mas com o lançamento do Windows 8 acho que a tendência vai mudar novamente, e vamos ser honestos, o Windows 8 oferece mais do que ícones bonitos e estúpidos como no iPhone e algo que eles copiarão no Android .

            Com os peixinhos ... e o que é a Borland agora? bem, espero que a crApple tenha a mesma sorte, que feche logo e que esse boom não passe de uma bolha.

            1.    3ndriago dito

              Quanto ódio e fanatismo cego vejo nessa tendência ... me entristece ver como um artigo tão interessante foi o ponto de partida para tantos comentários extremistas. Todo extremismo é ruim.
              Que não concorde com a filosofia da Apple, Google, Microsoft, Canonical, Oracle, Exxon Mobile ou qualquer outra empresa, não endossa o embasamento de todas as conquistas e contribuições que essa empresa já teve.
              A Apple é, foi e será uma força crescente na indústria de Tecnologia da Informação, assim como a Microsoft, gostemos ou não. Cada vez que falamos sobre a história do computador pessoal como a conhecemos hoje, devemos mencioná-los e reconhecer sua contribuição nesses anos.
              Ferdinand Porsche projetou carros de guerra para o exército nazista; Adolf Hittler foi o criador intelectual do Volkswagen "Beetle"; Tomas Edison empurrou Nikola Tesla para as sombras e com ele para a corrente alternada; Henry Ford criou a linha de produção moderna e ainda assim disse: "Os clientes podem ter um carro na cor que quiserem, desde que seja preto"; Roy Batty, o andróide de Blade Runner ("Do Androids Dream of Clockwork Sheep?") Salva a vida de Rick Deckard, o detetive que tentou "retirá-lo" ... para que ele pudesse passar a noite inteira listando as ações negativas de personagens positivos e positivos de grandes vilões.
              Nada é preto e branco.
              Só a competição traz desenvolvimento. Quero continuar a ver a Apple crescer, que a Microsoft continue no negócio, que as diferentes empresas que desenvolvem distribuições GNU / Linux também cresçam e se tornem mais populares entre os usuários comuns, que o Google desenvolva ainda mais seu ChomeOS. Quanto mais concorrência e, portanto, mais opções para os usuários, mais concessões as empresas monopolizadoras terão de fazer em relação à abertura de seus sistemas.
              Afinal, se não fosse pela mediocridade da MS, teríamos procurado outras opções?


          2.    Cocólio dito

            Mediocridade? hahahahaaaaaaa sério? hahahahahaha sério, que risada você me fez dar, infelizmente o MS tem muitos inimigos e pior ainda tem pela frente o pior CEO de toda a história, é um nabo completo, pena que eles não analisam bem as coisas antes de lançá-los no mercado por serem assim as coisas seriam muito mais diferentes, pois por exemplo no Windows 98 já era uma questão de fazer um sistema operacional focado na web, mas muitos bebês chorões se opuseram a algo que não acontece agora, por exemplo com o ChromeOS que é basicamente um navegador conectado ao inet verdade?

            Há muitos pontos que os da MS devem levar em conta da mesma forma que os da Apple, que felizmente têm um antivírus dentro do seu SO e ninguém diz nada, eles têm Safari, Mail e iTunes instalados por padrão em um sistema operacional que só Pode ser usado em seus "computadores" (veja os casos de hackintosh) e ninguém fala nada quando chora porque o Windows tem IE, media player e está até proibido na Europa, uma pena que a MS não tenha melhores advogados e desculpas como A Apple é por seus brinquedos.

            Agora acho que é a mediocridade de algumas pessoas que os tem levado a buscar "outras opções" porque não conseguiam com um bom sistema operacional, por enquanto utilizo nenhuma delas sem problemas.

  7.   adequado dito

    odiadores

  8.   maxixe dito

    Obrigada pela história, é preciso saber o que está por trás do que é iden cial hoje ... mas quanto à fruta preferia um abacate (abacate ou cura) ...

  9.   Windousico dito

    A Apple nunca dominou o mercado de computadores pessoais. A Microsoft ainda é a ditadora do mundo. A Apple é a irmã elegante e esquisita da Microsoft. Em outros mercados, ele conseguiu se estabelecer, mas no desktop ainda é um ator coadjuvante.

    Jobs não era confiável, ele traiu o outro Steve inúmeras vezes (seu parceiro de longa data). Ele tinha um temperamento insuportável, era egoísta e egocêntrico. Se esse cara merece o iCielo, espero que seja como um Windows Me.

    1.    jorgemanjarrezlerma dito

      Que tal Windousico.

      Se tirar por proporções claro, a MS ainda é a que tem a maior base instalada, mas tem um pequeno detalhe que é que a Apple é um mercado fechado e tem controle total sobre seu ambiente (PC, Música, Telefonia e Tablets) e esse tipo ecossistema é aquele que a Microsoft está tentando emular. Segundo comunicados, especialistas e fontes da própria Microsoft, vão começar a fechar o ecossistema com dispositivos ARM, Telefone e Tablets; o PC ficará parcialmente aberto (igual ao da Apple). Também deve ser lembrado que a Apple e a Microsoft são parceiras de negócios, uma vez que compartilham pacotes trocados por acordo. A Microsoft só tem um nicho onde a Apple não entrou para jogar e é o dos consoles de videogame, mas pelo que vejo, por preço, qualidade e facilidades para aquisição de equipamentos, a Apple vai começar a comer por peças na vitrine . Embora seja um pouco mais louco pode ser que em pouco tempo Apple e MS decidam trabalhar juntos e quem sabe talvez o peixinho coma o vovô (isso já aconteceu).

  10.   Kusco dito

    de acuerdo totalmente con Cocolio … Hay distros de linux que traen firefox como navegador por defecto no??..apple trae por defecto miles de aplicaciones con su sistema Operativo y entonces protestan por que MS tiene IE ..PoR DiOS… dejense de fanatismo… no traten de meterle en la cabeza a las personas que LInux es el SO mas seguro, el mejor el mas capaz etc..dejen que las personas vean , se documenten, experimenten y entonces veremos como las diferentes alternativas de SL avanzaran cada vez mas al usuário final.