Tutorial: Criar LiveUSB com Terminal

Existem diferentes formas de fazer um LiveUSB no Linux, uma delas é usar Unetbootin, do qual KZKG ^ Gaara fez um tutorial faz tempo.

Outra forma de o fazer é com o terminal, desta forma não estamos a instalar pequenos programas ou chorraditas que o que fazem é ocupar espaço no disco rígido.

Vamos lá:

Depois de fazer o download do ISO, a primeira coisa que fazemos é entrar na pasta onde temos o ISO com o terminal:

cd "carpeta donde tenemos la iso"

ou (caso esse formulário forneça um erro)

cd /"carpeta donde tenemos la iso"

Uma vez lá, vemos a lista de arquivos para verificar se não confundimos a pasta:

ls

Agora fazemos:

dd if=nombredelaiso.iso of=/dev/sdb

de = / dev / sdb É o caminho do dispositivo USB normalmente então antes de alterá-lo eu recomendo tentar assim, caso não funcione já o alteramos.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

29 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Rogertux dito

    Este é o melhor método para criar um live-usb. Mais rápido e eficiente do que qualquer ferramenta gráfica.

    pd: Desculpe pela ortografia, xD.

    1.    coragem dito

      Por ser a primeira vez vou te perdoar mas da próxima vez você vai direto ao RAE hahahahaha

      1.    Chango dito

        Uma pergunta: com este método você já tem o live-usb com as opções de boot (grub ou lilo) definidas da mesma forma que o iso para cd / dvd? Eu pergunto por que algumas vezes eu fiz isso e quando reiniciei deu um erro de grub, e no final eu tive que acabar usando unetbootin ... que usa apenas syslinux.

        1.    coragem dito

          Já tentei mas o que me aconteceu é que o computador não tinha a opção de arrancar a partir de USB ou não sabia como configurá-lo na BIOS.

          De qualquer forma, imagino que sim, mas não posso confirmar

          1.    Rogertux dito

            O BIOS também não me inicia a partir do live-usb e não pode ser configurado.
            Eu encontrei este (gerenciador de boot) http://www.plop.at, que apenas grava em um CD e permite a inicialização a partir do USB.

          2.    coragem dito

            Plop é super difícil de configurar, já tive que usar uma vez e nada, não consegui

          3.    Rogertux dito

            Eu só gravei em um cd e simplesmente inicializando a partir do cd você pode inicializar de um usb

          4.    coragem dito

            Bem, então deve ser que dentro do Plop existem várias variantes e eu fui pegar a mais difícil

  2.   StuMx dito

    Isso só funciona se a iso vier preparada para inicializar via USB, caso contrário, você terá que realizar etapas adicionais.

    Por exemplo, da última vez que tentei fazer isso com o debian, foram necessários passos adicionais (eu não tentei as versões mais recentes), o mesmo com o primeiro arch iso.

    1.    Xavier Fonseca dito

      Quais são as etapas adicionais necessárias? Eu tenho esse problema

    2.    juconta dito

      Ajudaria muitos de nós saber o que você quer dizer com fazer algumas alterações no conteúdo das imagens iso das quais se deseja fazer um usb inicializável, você pode definitivamente ver que aplicativos como o Unetbootin fazem alterações na estrutura do arquivo resultante de seu execução no momento para construir um usb inicializável.
      Por enquanto vou usar o Unetbootin para carregar meu iso em um USB, sem usar DD que realmente deixou muito a desejar porque eu tentei sem outro resultado a não ser uma falha retumbante na montagem do USB.
      Saudações. :))

  3.   Pandev92 dito

    Este método é bom quando temos um iso híbrido e sabemos que, escrevendo no terminal, o endereço iso-híbrido do iso

    Se não for híbrido, normalmente não funciona, por exemplo aconteceu comigo com uma iso de lmde, uma de debian stable e uma de bsd.

    1.    saleskayark dito

      pandev92:

      Obrigado.

      Eu acho que você está certo. Há mais informações sobre imagens ISO híbridas em community dot linuxmint dot com / tutorial / view / 744 e em wiki dot geteasypeasy dot com / Hybrid_ISO / IMG_format

      lembranças

  4.   kik1n dito

    Excelente!

  5.   David Segura M. dito

    Eu costumo usar este método para isos que me dão problemas ao usar os aplicativos usuais, como o OpenSUSE

  6.   oscar dito

    Olá, tento instalar o winxp do usb com o ubuntu, configuro o bios para começar do hd removível (a opção de começar do usb não aparece, quando instalei o ubuntu apareceu) o pc liga e quando parece que o A instalação do XP vai começar Eu recebo um 2 e um traço piscando. A partir daí isso não acontece.
    Eu quero mudar para o xp novamente porque não resolvo com o Ubuntu e estou ficando louco!
    Muito obrigado pela sua atenção.

    1.    elav <° Linux dito

      Bem-vindo Oscar (outro para a coleção: D):

      Recomendo que você vá ao nosso fórum para obter uma ajuda melhor 😀

      lembranças

  7.   Anúbis dito

    Se você conhece o caminho onde está a iso, você só precisa fazer:

    dd se = / caminho / para / arquivo.iso de = / dev / sdX

    E, como o dd não mostra progresso, se quisermos ver para onde ele vai, executando isso, podemos fazer:

    watch -n 10 kill -USR1 `pidof dd`

    1.    sieg84 dito

      Com dd_rescue se mostra uma barra de progresso, no wiki do opensuse primeiro havia o método com dd, então eles mudaram para dd_rescue

      1.    mafia_team dito

        Pelo menos no Debian não

  8.   -Camaleão- dito

    Muito útil c:

  9.   Eduardo dito

    Você também deve verificar o caminho usb com fdisk -l

  10.   Sal dito

    Muito Obrigado!! Instalei o Debian 8 com LXDE e estou tendo alguns erros, não consegui instalar o Unetbootin e não sabia mais como fazer um LiveUSB, graças a isso poderei reinstalar o SO

  11.   juconta dito

    Peço desculpas a todos vocês pelo que vou dizer, mas este tutorial meus queridos blog mestres do linux.net, é FALSO, então é um FALSO ruim porque como muitas outras páginas, tutoriais em vídeo de blog, eles não fazem nada além de repetir algo Que está errado, digo mesmo para eles tentarem e tentei de novo procurando e procurando, mas só encontrei falha no procedimento porque depois de ter realizado todos os passos aqui descritos…. O resultado foi uma cópia do conteúdo da iso que não funciona quando é executado no usb, deve ser inicializável, usando GRUB ou LILO, ou syslinux (ou outros meios que não sei a verdade) que vai faça-nos inicializar a partir do usb.
    É por isso que recomendo a todos os leitores, se usarem linux ou windows, usarem Unetbootin que fará tudo o que eu disser acima, não apenas copia o conteúdo da iso para o usb, mas também a torna inicializável (que é o que eles esqueceram de mencionar para nossos professores.)
    Saudações :))

    1.    KZKG ^ Gaara dito

      Amigo, isso FUNCIONA, pois no meu trabalho eu faço LiveUSBs frequentemente com esse mesmo método. O Unetbootin torna o trabalho mais fácil, mas não funciona bem quando se trata do Ubuntu.

      1.    juconta dito

        Obrigado KZKG ^ Gaara pela opinião, a verdade é que tentei várias vezes, tentando fazer com CraunchBang, Debian, Slax e kali, a verdade é que sem nenhum consegui, com esse método, passar todos os conteúdo de iso para USB usando o aplicativo DD.
        Saudações.

  12.   Lavin anjo dito

    oi, ei às vezes não funciona, por que isso acontece?

  13.   Carlos dito

    NOTA: Ao iniciar o processo não se deve retirar a unidade, fechar o terminal ou finalizá-lo antes de terminar, pois pode danificá-lo.

  14.   Julio Hernandez dito

    Para iniciantes como eu, no Ubuntu 20.04, é necessário adicionar o comando "sudo" para que funcione, para que o comando completo fique assim:

    sudo dd if = isoname.iso of = / dev / sdb

    Demorei alguns minutos para terminar, mas está provado ... obrigado pelo seu procedimento amigo!