Você não tem Internet? Aprenda como levar seus repositórios para casa

Imagem tirada de Deviantart

Quando eu tinha um computador em casa, costumava GNU / Linux sem nenhum problema mesmo sem ter internet para usar os repositórios.

O que fiz foi tirar uma cópia dos pacotes instalados no meu computador de trabalho e instalar / atualizá-los em casa. Existem vários aplicativos e variantes para fazer isso, vou mostrar alguns.

aptOnCD

Ideal para usuários de Ubuntu. com APTOnCD vamos pegar todos os pacotes que temos no cache APT em um .iso sem complicações. Para instalar:

$ sudo aptitude install aptoncd

Para usá-lo, simplesmente rodamos o aplicativo e fazemos o que ele nos diz passo a passo. Nada complicado.

Vantagens:

  • Você pode pegar seu repositório em um .iso (ou vários, dependendo do tamanho) Aonde você quiser que vá Você pode criar iso em CD y DVD.
  • Você pode descompactar o .iso e copiar tudo dentro de uma pasta e atualizar a partir daí.
  • APTOnCD detecta quando você tem novos pacotes e os adiciona descartando os antigos.

Desvantagens:

  • Se você não tem CD-RW o DVD-RW Será um desperdício de dinheiro se for daqueles que gosta de actualizar diariamente, embora possa ter como alternativa o ponto 2 das vantagens.
  • Se você usar fixação adequada com vários ramos (Teste, Sid, Experimental), pode apresentar alguns erros ao instalar dependências.

apt-move:

Esta alternativa é ideal para Debian Squeeze. em Teste Debian Tive alguns problemas porque não copiei os pacotes para a pasta de destino.

Para instalar:

$ sudo aptitude install apt-move

ambiente:

Todas as opções apt-move pode ser consultado em seu manual (man apt-move). Sua configuração está em /etc/apt-move.conf e devemos modificar algumas coisas nele, para isso abrimos nosso editor favorito esse arquivo:

$ sudo nano /etc/apt-move.conf

E devemos levar em consideração as seguintes linhas, que são as únicas que devemos modificar:

# Establecemos la carpeta donde se creará el mirror que nos llevaremos a casa.
LOCALDIR=/home/usuario/carpeta_mirror

# Ponemos la distribución que usamos para nuestro mirror
DIST=squeeze

# Si lo ponemos en Yes, borrará los paquetes antiguos que se bajan a la caché
DELETE=no

# Si lo ponemos en NO, moverá los paquetes a nuestra carpeta mirror y los elimina de la caché
COPYONLY=yes

Isso é mais do que suficiente nas configurações.

Use:

Tão simples quanto executar:

$ sudo aptitude update && aptitude upgrade && apt-move update

Isso irá nos copiar, para a pasta que escolhemos, todos os pacotes de nosso cache

Vantagens:

  • Crie a estrutura exata de um espelho com os pacotes que temos no cache.
  • Ele agrupa os branches Main e Contrib apenas em Main, então ao adicionar o endereço ao source.list, só temos que colocar main non-free.
  • Se tivermos apt-pinning, podemos baixar cada branch independentemente.

Desvantagens:

  • Até agora não encontrei nenhum.

Usando pacotes dpkg-scan

Observação: é algo como usar APTOnCD

A função desta ferramenta é criar um minirrepo que você pode transportar facilmente e incluir no lista.fontes, dos arquivos baixados ou daqueles que você incluir por conta própria.

O modo de operação é o seguinte: Primeira instalação dpkg-dev

$ sudo apt-get install dpkg-dev

Copie os arquivos do cache do apt para a pasta selecionada para trabalhar, suponha que se chame repo e esteja localizado / home / user / repo /.

cp /var/cache/apt/archives/*.deb /home/usuario/repo/

Você também pode incluir o . Deb o que você deseja.

Agora vamos para nossa pasta: repo (neste caso).

cd /home/usuario/repo

e executamos:

dpkg-scanpackages repo /dev/null | gzip > repo/Packages.gz

O que estamos fazendo aqui é ler todos os pacotes que estão em / home / user / repo / e o arquivo é criado packages.gz com esta informação; Dependendo da quantidade de embalagens, será a hora de finalizar o processo.

Para começar a trabalhar com o novo minirrepo criado, a próxima etapa seria adicioná-lo ao lista.fontes, isso é feito seguindo estas etapas:

Com nosso editor de texto (neste caso, nano):

nano /etc/apt/sources.list

Adicionamos a seguinte linha:

deb file:/home/usuario repo/

É importante destacar, levar em consideração, que após o arquivo são colocados os dois pontos (:) e depois uma única barra (/), também que após a última pasta, neste caso Desktop, não há barra, leva um espaço e depois a pasta mini-repo (repo) com uma barra no final.

Com essas etapas, criamos um minirrepo pronto para transportar.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

16 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   manual dito

    Algo menos para distribuições que usam RPM?

    1.    KZKG ^ Gaara <"Linux dito

      Talvez YumonCD:
      https://bitbucket.org/a_atalla/yumoncd/downloads/

      Nunca tentei, mas é uma ideia / pista por onde começar a procurar.

    2.    elav <° Linux dito

      Infelizmente não temos muita experiência com este tipo de pacote, mas certamente existe uma variante em algum lugar.

    3.    escaamanho dito

      Existe a ferramenta createrepro para criar repositórios a partir de um diretório onde as bibliotecas estão localizadas.
      Dê uma olhada em http://blog.kagesenshi.org/2007/01/howto-creating-your-own-yum-rpm.html lá eles detalham o processo muito bem explicado.

  2.   hypersayan_x dito

    Outra possibilidade é usar keryx, você pode baixar os pacotes do Linux ou Windows e, em seguida, instalá-lo no seu computador sem internet. Funciona apenas para Debian e Ubuntu.
    Eu também fiz há algum tempo programa para baixar pacotes para linux sem internet, mas tive que sair do U_U para iniciar outro projeto bem mais bagunçado, que com certeza apresentarei antes do final do ano 😀

    1.    elav <° Linux dito

      Você foi o criador do sushi-hein? : -O Uau, ótimo. Usei-o em várias ocasiões. É verdade que existem outras ferramentas gráficas, terei que reunir mais informações sobre isso.

  3.   noite dito

    Acho que a coisa mais fácil para mim sempre foi resgatar os pacotes de / var / cache / apt e passá-los para a memória ou algo assim. Chego em casa, abro meu console, vou para a pasta onde estão os pacotes e instalo tudo digitando sudo dpkg -i * .deb

    lembranças

  4.   zOdiaK dito

    Boas soluções, TODAS, incluindo Drnocho's, excelente blog, fico muito feliz quando encontro blogs ativos sobre software livre, e mais ainda quando se trata de nosso amado Debian.

    1.    elav <° Linux dito

      Debian Rulez !!!

    2.    KZKG ^ Gaara <"Linux dito

      Valeu amigo, é um prazer ajudar e retribuir um pouco todo esse conhecimento que a comunidade nos deu 🙂
      Saudações 😀

  5.   zOdiaK dito

    Não sei se será uma correção mas, se usarmos o apt-move a linha do terminal ficaria assim:

    sudo aptitude update && sudo aptitude upgrade && sudo apt-move update

    Embora pareça redundante ou óbvio, mas, sempre há pessoas que não percebem esse pequeno detalhe hahaha.

    saudações!

    1.    elav <° Linux dito

      Bem-vindo zOdiaK:
      Obrigado pela informação ... 😀

  6.   Leão dito

    Existe algo mais parecido com o Synaptic? Para mim é o melhor

  7.   Constantino dito

    obrigado pela informação, mas surge uma dúvida o aptoncd gera um iso com os programas baixados no pc com internet mas no pc sem internet teria que ter o aptoncd instalado mas a instalação é feita com um pc com internet então como você restaure o iso gerado sem aptoncd no pc sem internet.

  8.   Nelson dito

    O post é bom ... Existe algum tipo dessas ferramentas mas voltadas para pacotes .rpm?

  9.   Antonio A. dito

    Oi. O que você me aconselha. Eu tenho um computador toshiba particionado com windows 7 e Debian Linux 7 usando GRUB. Como é da série Graphics ATI x1200, fiquei com um bug e ele só tem uma tela tty. Ao definir o sudo, o comando mark não foi encontrado. Eu tentei baixar repositórios com Suhsi huh e camicri cube, não foi possível. Existe alguma maneira que você pode me recomendar.
    Obrigado.