Duas maneiras diferentes de instalar o Google Chrome no Fedora 31

fedora-31-google-chrome
Depois de ter realizado com sucesso instalando o Fedora 31 em seu computador ou em sua máquina virtual, há várias coisas para fazer para poder configurar o sistema e ficar um pouco mais confortável. O Fedora inclui o Firefox por padrão como um navegador da web, embora para o caso de muitos (Eu me incluo) prefira usar Chrome / Chromium.

É por isso que desta vez nós vamos compartilhar este artigo com você para quem não sabe como instalar o Chrome no Fedora 31 com dois métodos diferentes, a partir dos quais pode instalar este navegador em seu sistema.

Instalando Google Chrome / Chromium de repositórios

O primeiro método que compartilhamos, nos permitirá instalar o Google Chrome, É habilitando os repositórios deste no sistema.

Por esta vamos abrir o centro de software do sistema, no qual podemos pesquisar o Chromium para poder instalá-lo no sistema (caso você prefira). Enquanto para quem prefere o Chrome vamos clicar no menu de hambúrguer que está no canto superior esquerdo.

Aqui, um menu será aberto e vamos selecionar a opção "Repositórios de software". Uma nova janela se abrirá e nós iremos clique na única opção que é o "botão para habilitar repositórios de terceiros".

Feito isso, mais opções serão exibidas, das quais podemos habilitar diferentes repositórios para o sistema. Deles e entre as primeiras opções podemos ver o de "Google" que podemos ativar clicando nele e depois no botão "Ativar".

Agora fechamos a janela e os repositórios terão que ser atualizados. (No meu caso não aconteceu, mas podem ser atualizados abrindo um terminal e nele digitamos sudo dnf update).

Podemos instalar o Chrome de um terminal digitando:
sudo dnf install google-chrome-stable -y

Para aqueles que preferem versões de teste:
sudo dnf install google-chrome-unstable -y

Ou para aqueles que desejam instalar o Chromium do terminal, eles podem fazer isso digitando o seguinte comando nele:

sudo dnf install chromium -y

Este processo também pode ser feito a partir do terminal, nele só precisamos digitar o seguinte comando para habilitar os repositórios extras:
sudo dnf install fedora-workstation-repositories

Feito isso só precisamos digitar "y" para continuar. Depois disso, vamos habilitar o repositório do Google no sistema, o que fazemos digitando:
sudo dnf config-manager --set-enabled google-chrome

Finalmente, para instalar o navegador, basta digitar:
sudo dnf install google-chrome-stable -y

Ou para instalar a versão beta e a versão instável.
sudo dnf install google-chrome-beta -y
sudo dnf instalar google-chrome-unstable -y

Instalando o Chrome a partir do pacote RPM

O outro método para poder instalar o Google Chrome no Fedora 31 está baixando o pacote RPM do navegador diretamente do site oficial deste. PVocê pode fazer isso no link a seguir.

Aqui vamos selecionar que queremos baixar o pacote RPM e vamos aceitar os termos de uso do navegador na janela que se abre para fazer o download do pacote.

Assim que o download for concluído, iremos para nossa pasta de downloads (é o local padrão), se você selecionou outro local, você deve ir até ele.

Estar na pasta onde salvamos o pacote rpm do Google Chrome, temos duas maneiras de instalá-lo. O primeiro é com o gerenciador de pacotes do sistema. Quer dizer, clicando duas vezes nisto e o centro de software será aberto, o que não pedirá confirmação para instalar o pacote.

A outra maneira de instalar o pacote é pelo terminalal, que devemos posicionar dentro da pasta onde salvamos o pacote rpm.

No caso do local padrão, que é downloads, acessamos essa pasta apenas digitando:

cd Descargas

Y Podemos instalar o pacote rpm executando o seguinte comando:

sudo rpm -ivh google*.rpm

E é isso, você pode começar a usar este navegador em sua nova instalação do Fedora 31.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.