As melhores distribuições de lançamento contínuo

Lendo um artigo antigo de FromLinux, Pensei que seria interessante compartilhar com vocês uma lista do que, na minha opinião, são Topo distribuições GNU / Linux «liberação de rolamento".

Você não sabe o que é uma distribuição de "lançamento contínuo"? Passe e descobrir.

O que são distribuições de "lançamento contínuo"?

Para entender um pouco sobre o que é o Rolling Release, vamos tomar o Ubuntu como exemplo (que obviamente não tem esse recurso). O Ubuntu tem uma nova versão lançada a cada 6 meses. Nesse período, há uma maratona de atualização de novos pacotes para a versão posterior e, portanto, podemos apresentar três problemas:

  • Temos que mudar os repositórios a cada 6 meses. 
  • Instalar ou atualizar na versão já instalada pode causar erros ou apresentar problemas. 
  • Os pacotes da versão anterior estão rapidamente se tornando desatualizados. 

Por isso é sempre recomendável fazer uma instalação limpa, do zero, embora em geral os mais afetados sejam os usuários com síndrome de versionite.

Isso é precisamente o que as distribuições de lançamento contínuo resolvem. Vamos pegar o Archlinux como exemplo. Um usuário instala o Archlinux pela primeira vez e não precisará reinstalar quando uma nova versão for lançada, a menos que haja um problema muito sério com o sistema. Depois de instalar todos os pacotes necessários, à medida que são atualizados com novas versões, você só terá que atualizá-los dos repositórios, incluindo os pacotes de sistema como o Kernel.

Vantagens

  • Você sempre terá o software mais atualizado (o que obviamente implica que terá um software mais "polido", com menos bugs, com mais e melhores funcionalidades, etc.).
  • Não é necessário reinstalar o sistema para ter os novos pacotes. Isso é especialmente útil no Linux, pois muitas distribuições lançam novas versões a cada 6 meses (o que é um período muito curto).

Desvantagens

  • O sistema pode ficar mais instável porque, embora você tenha a versão mais recente de todos os pacotes, por esse mesmo motivo são as versões menos testadas (especialmente ao interagir com outras pessoas).
  • Se a distribuição não lançar atualizações seguidas da instalação .iso, você terá que atualizar um número maior de pacotes no final da instalação da distro.

As melhores distribuições de lançamento contínuo

Versões puras, como você pode ver abaixo, são basicamente derivadas de 2 distros: Arch e Gentoo.

Arch Linux, altamente reconhecido, com enorme popularidade e aceitação entre sua comunidade de usuários, é possivelmente o que atualiza seus pacotes para a versão mais recente com mais rapidez.

Arch bang, baseado no Arch e com um estilo visual inspirado no Crunchbang (outra distro baseada no Debian e que é muito leve por usar Openbox).

Parábola, tente fornecer uma versão totalmente gratuita do Arch Linux. Esta é uma das distros recomendadas pela Free Software Foundation (FSF).

Gentoo, uma distro difícil de instalar e que aos poucos está perdendo aceitação, por quê? Talvez esteja um pouco degradado.

Sabayon-Linux, É claro do Gentoo, mas com uma atmosfera um pouco mais agradável.

Foresight Linux, é uma distro baseada em rPath (que foi interrompido) O sistema de gerenciamento de pacotes Conary atualiza apenas aqueles arquivos específicos em pacotes que precisam ser atualizados, ao contrário de outros formatos, como RPM e Deb, que baixam pacotes inteiros.

As melhores distribuições de "pseudo rolling release"

As distros "pseudo-lançamento contínuo" são aquelas baseadas em uma distribuição pai que não é um lançamento contínuo, mas que, após aplicar algumas alterações, pode parecer que sim. Nesta seção, eles são quase todos derivados do Debian, usando os repositórios de teste do Debian:

Linux Mint Debian Edition, mais conhecido como LMDE, é uma distribuição baseada no Debian Testing que possui o aspecto visual do Linux Mint (GNOME 2, MATE / Cinnamon ou XFCE).

Aptóide, anteriormente conhecido como sidux, é uma distribuição baseada no Debian Testing.

antiX, é uma distribuição Linux, rápida, leve e fácil de instalar, baseada no Debian Testing e Mepis.

openSUSENão é por padrão uma distribuição de lançamento contínuo, mas usando os repositórios Tumbleweed em vez dos padrão, pode parecer que sim.

fonte: Do Linux & COM-SL & Elias Brasa


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

37 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Sebastian varela valencia dito

    As melhores distribuições de lançamento contínuo
    Como você vai esquecer o Debian «Testing»: '(E eles não mencionam isso na lista ...?

  2.   x11tete11x dito

    Gentoo desleixado?, Acho que o foco da distro não é ser amigável com o usuário, mas fornecer todas as ferramentas para fazer o que você quiser

  3.   kik1n dito

    Concordo totalmente, o portage é excelente.

  4.   leitoso 24 dito

    Archlinux é o que se adaptou ao meu gosto, embora recentemente tenha lutado porque não me deixava desligar o sistema e reiniciar ou ser um super usuário de console mas é o pagamento por ter uma distribuição desse estilo, mas apesar disso eu se sentir confortável. Você também não teve o debian sid, tudo isso está lá, embora hey terá um caos total hahaha com essa versão.

  5.   João o Magnífico dito

    E quanto a Manjaro?

  6.   Luis dito

    Excelente artigo, é muito útil!

  7.   T Forsman dito

    Conary / Rpath não foi descontinuado. Foresight não é baseado em Rpath, apenas usa conary.
    O conary mais recente foi lançado há 2 semanas
    http://blogs.conary.com

    por favor, acerte os fatos.

  8.   kik1n dito

    Sim e não.
    É como carregar o Debian Sid.
    Mas eu prefiro repos de amaranto, eles são mais estáveis.

  9.   kik1n dito

    mmm estranho seu problema.
    Uso Arch + KDE há 1 ano e sem problemas. Também usado com o Gnome 3, mas não gostei.
    A canela é uma beleza.

    Além disso, eu não considero o Debian como um LTS rolante.

  10.   kik1n dito

    Ótimo artigo.
    Sempre gostei dos Rolling Releases.
    1) Arco
    2) OpenSuse (erva-do-mato)

  11.   enix dito

    http://blogs.conary.com/index.php/conarynews -> Última atualização conary por rpath: 4 de junho. Distrowach e essas distros não se dão bem.

  12.   jovial dito

    Tanto quanto eu sei, o aptóide é baseado em dois ramos de teste e o Sid pode ser visto no primeiro parágrafo do manual do aptóide (http://manual.aptosid.com/es/welcome-es.htm) E já estou há um ano, basta seguir as instruções e ter cuidado no dist-upgrade visitando os Fóruns de alerta do aptosid, eles te mantêm lá e te informam dos problemas que você pode encontrar ao fazer o upgrade. Tem estado muito estável para mim e com a programação quase em dia.
    lembranças

  13.   Slackware?! dito

    Slackware?!

  14.   Slackware?! dito

    Slackware?!, Slackware?!, Slackware?!, Slackware?!, Slackware?!, Slackware?!, Slackware?!

  15.   Helena_ryuu dito

    Eu tenho que objetar sobre a instabilidade, eu não sofri nenhum acidente grave porque o arch é um lançamento contínuo, ao invés, graças ao arch agora eu só uso linux, porque eu sofri de versionitis há 2 anos, pulando de distro em distro, versão em versão , graças ao arch consegui me estabelecer como um usuário "full" do linux, e o melhor, desde que instalei o arch quase 2 anos atrás, não tive que reinstalar nada 😛 saudações!

  16.   Vamos usar Linux dito

    É o que diz na página Distrowatch que você tanto nos recomendou ler.
    http://distrowatch.com/table.php?distribution=rpath
    Você deve avisá-los de que está errado. 🙂
    Felicidades! Paulo.

  17.   Ruben Rivera Jauregui dito

    O que eu uso é PCLinuxOS

  18.   Vamos usar Linux dito

    Chakra está rolando apenas parcialmente ... não exatamente. Há um certo núcleo de pacotes que não estão rolando.
    Na página da Wikipedia em inglês, eles explicam bem: http://en.wikipedia.org/wiki/Rolling_release
    Felicidades! Paulo.

  19.   astuto dito

    maconha do openSUSE, é claro. Mas a fábrica do openSUSE também não está lançando um lançamento?

  20.   Juank dito

    Eu concordo ... rochas OpenSUSE! ; P

  21.   Giorgio grappa dito

    Instalei o antiX no meu Asus EeePC não por ser pseudo-roll, mas por sua leveza (é uma das poucas distros que podem ser instaladas nos 4GB de sua unidade sólida); agora, porém, estou me acostumando com a conveniência de não ter que reinstalar. Como é baseado no Debian, é muito confortável para aqueles que estão acostumados com o Ubuntu.

  22.   Gon dito

    Sempre quis ter uma distro assim. mas é preciso depositar para ter soft instáveis.

    Seria bom se cada distro lançasse um “repositório contínuo”, por exemplo no Ubuntu / Mint, para que aquele que tenha uma versão estável possa ter algum software atualizado diariamente. Por exemplo, ter o navegador desatualizado porque usamos um "LTS" (aconteceu comigo quando eu uso o Ubuntu 8.04 LTS: D) não faz "sentido" porque ele simplesmente se torna vulnerável e / ou desatualizado. Este é o caso com outros softwares de comunicação e / ou escritório, que seria bom ser atualizado, sem "corrigir o sources.lst" com linhas de repositórios de terceiros e / ou da mesma distro, mas em versão diferente. Acho que o que falo pode ser feito com os repos existentes, mas para evitar conflitos de compatibilidade é melhor que este banco da mesma distro;)

    Sim, eu admito que sou confiável para atualizar e / ou instalar hahaha: D: D, mas eu sempre quis ter uma distro híbrida que tomasse o melhor de um Rolling Release e um LTS. Meio complicado, certo?

    1.    Trocador dito

      O que você comenta pode ser feito com o Gentoo, uma vez que permite misturar pacotes estáveis ​​e instáveis, modificando o arquivo pacote.palavras-chave. No meu caso, prefiro usar pacotes estáveis, exceto quando:
      * Quero ter o programa atualizado (no momento só faço com Firefox e QuiteRSS).
      * A versão estável é muito antiga (como acontece com o Metasploit, Wine e alguns outros programas).
      * Não existem versões estáveis ​​ou o programa nem está na árvore oficial (Skype e "Frets On Fire" respectivamente).
      * A versão instável funciona melhor que a estável (é raro que algo assim aconteça, mas aconteceu comigo com MenuLibre; quando instalei a versão estável não consegui abri-la, mas quando tentei a instável funcionou perfeitamente) .

      Para verificar o que eu digo Clique aqui você pode pesquisar os programas mencionados acima.
      E para gerenciar repositórios de terceiros (no Gentoo eles são chamados de overlays), existe Leigo. Apenas digite em um console "sudo layman -a repository_name" e instale qualquer programa como de costume.

  23.   LMDE dito

    LMDE é a pior distribuição que já experimentei. Cheguei em busca de um lançamento amigável e foi um fiasco. As atualizações demoram muito para chegar e, quando chegam, ainda contêm muitos erros que tornam o ambiente gráfico inutilizável.

  24.   pablo dito

    Artigo muito interessante, vamos testar algumas dessas distros.

  25.   Marco dito

    E quanto ao Chakra ??????

  26.   moringo dito

    Para mim (sendo que sofro de versionitis) não há nada melhor que o Archlinux, pois sendo um novato em programação gosto de ter sempre o gcc e outras bibliotecas atualizadas além de configurá-lo ao meu gosto e ter apenas o que preciso e desejo.

  27.   coragem dito

    O Debian Testing não está rolando, está meio rolando, assim como o Chakra

  28.   Vamos usar Linux dito

    É verdade! Eu estava sentindo falta do Debian Testing !! 🙂

  29.   reynaldo2x dito

    Onde eles deixaram o chakra linux? que está entre as 15 distros mais populares

  30.   maxixe dito

    O problema que vejo para aqueles de nós que estão apenas começando é que esses rolos precisam de muito conhecimento e para aqueles de nós que cresceram com W $ é um pouco complicado como no meu caso, tentei instalar o Arch e Sabanyon e fez uma bagunça, e em relação ao LMDE tem muita falha, fiquei com o LinuxMint 14 KDE embora também tenha gostado muito do Pear Linux, ROSA e Fuduntu (para netbook).

  31.   Vamos usar Linux dito

    Obrigado pela sua simpatia. Aparentemente, também está errado na Wikipedia: http://es.wikipedia.org/wiki/Foresight_Linux
    De qualquer forma, já corrigimos o erro.
    Felicidades! Paulo.

  32.   enix dito

    NÃO É DESCONTINUADO !!!!!!! Sou usuário da distro e tenho minhas atualizações e meu suporte no fórum !!!

  33.   enix dito

    Olá? Foresight baseado em Debian ?????? Se você colocar distribuições, pelo menos informe-se em distrowatch sobre elas, é baseado no rpatch linux e não é pseudo-roll, é puro rolling.

    Mais sério!

  34.   rv dito

    Obrigado. Dados excelentes e artigo excelente, como de costume 🙂

  35.   E dito

    Esqueça ANTERGOS (aquele que uso em todos os meus computadores), baseado no Arch, mas com um instalador gráfico muito simples no estilo dos derivados do Debian que não quero mais lembrar. Se você experimentar, você fica, sim: Para provar as cores!

  36.   Gerardo Cortegoso González dito

    artigo muito ruim, você não sabe o que está dizendo. são pouco testados? Pelo que eu sei, geralmente há um branch estável, em teste e instável na mesma distro e, além disso, você não menciona o Manjaro. Antergos, Kaos ... NI PUTA IDEA !!