Com Terminal: Comandos de Tamanho e Espaço

Digamos que desejamos saber o tamanho de um arquivo, pasta ou espaço no disco rígido em nosso servidor e não temos uma interface gráfica. Como fazemos?

Veja o tamanho dos arquivos e pastas com "du".

Existem várias maneiras de fazer isso. Vejamos alguns comandos simples para executar aplicativos que já estão instalados, geralmente em todos os sistemas. Se quisermos, por exemplo, saber o tamanho de um .iso ou de uma pasta específica, podemos usar du.

$ du -bsh /fichero_o_carpeta

Du tem mais opções, mas neste caso eu uso estas 3:

  • -b [–bytes]: Mostra em bytes.
  • -s [–sumarizar]: Mostra apenas o tamanho total de cada argumento.
  • -h [–human-legível]: Imprime tamanhos legíveis (por exemplo, 1K, 234M, 2G)

Veja o espaço em disco com "df".

Para ver o espaço utilizo sempre o comando «df»Porque acho que é o mais confortável de ler. A sua utilização é muito simples, basta colocar:

$ df -h

Isso irá retornar as partições montadas, o aproveitamento do espaço em cada uma e o que resta do resto, e tudo de uma forma fácil de ler.

como
Artigo relacionado:
Como eliminar processos facilmente

Outros dados com árvore.

Artigo relacionado:
Desligue e reinicie usando comandos

Outro comando muito interessante é «árvore»Ou o que foi em espanhol« tree »😀 Temos que instalá-lo e se usarmos este comando obteremos resultados muito interessantes.

$ sudo aptitude install tree

e experimente estas variantes:

$ tree /directorio

$ tree -h /directorio

$ tree -dh /directorio


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

56 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   f3niX dito

    Eu li este post 2 anos depois. 🙂

  2.   Leão dito

    Eu li esta postagem 3 anos depois xD

  3.   Juan Carlos dito

    Excelente, prático e simples. obrigado ..!!

  4.   Daniel dito

    Eu li esta postagem 4 anos depois xD

  5.   luisdelbar dito

    Eu li este post 5 anos depois, mas obrigado xD

  6.   Ezequiel dito

    Já é abril de 2016 e o ​​post ainda está ajudando.

    Obrigado pela contribuição.

  7.   Raul dito

    Bom, esse post me ajudou, obrigado. 15/05/2016

  8.   sergio dito

    Estamos em 12/08/2016 e o ​​XD ainda está funcionando

  9.   Mario lara dito

    Li esse post no dia 18/08/2016 e você não imagina o quanto isso me ajudou.

  10.   Francisco Martín dito

    Postagem muito útil!

    Como complemento: se você executar df -hT, com o T, poderá ver o tipo de sistema de arquivos para cada ponto de montagem: ext4, xfs, etc.

    df-hT

    Visto em: http://www.sysadmit.com/2016/08/linux-ver-espacio-en-disco.html

  11.   Noé Recra dito

    Eu li esta postagem em 01/09/2016

  12.   Abraham dito

    05 / Set / 2016 Obrigado!

  13.   Gerard dito

    Li este artigo 5 anos depois, em 27 de setembro de 2016.
    XDD

  14.   John titor dito

    Venho do futuro e o post ainda ajuda.
    05/11/2059

  15.   Ulan dito

    4 dias após o futuro de Jhon Titor e ainda útil. 9-11-2016. Salu2.

  16.   Paul dito

    EU VIM DO PASSADO, PARA QUE É ESTE SERVIÇO?

  17.   Zentola dito

    Este post me lembra da atemporalidade e da relativa do espaço-tempo.
    O código aberto é sempre útil. 😉 e com amigos desde DesdeLinux e UsemosLinux, mais acessíveis.
    Seja debian minha amiga

  18.   alemão dito

    Janeiro de 2017, obrigado pelo post! 🙂

  19.   Anselmo Gimeno dito

    Ótimo. E eu vejo isso agora, fevereiro de 2017.
    Uma saudação.

  20.   Teury dito

    27/02/2017 muito útil

  21.   Mike_DCX dito

    Me ajude: 09-05-2017

  22.   Michael dito

    E a verdade é que continua a ajudar !! Parabéns.

  23.   anônimo dito

    8 de junho de 2017 e continua ajudando.
    obrigado

  24.   diego dito

    23 de junho de 2017 ... e continuará a ajudar

  25.   anônimo dito

    29 de junho e continuem ajudando ... Obrigado!

  26.   Jesus dito

    Ótimo, obrigado você me ajudou hoje. 325 AC

  27.   gabo dito

    ainda funciona, ainda funciona !!! 17/07/2017

  28.   anônimo dito

    UAU

  29.   anônimo dito

    Estamos no ano de 2032 e ainda atende hahaha

  30.   obscuro dito

    Eu li este post em março de 2017 e hoje tentei, mas filtrando o resultado com grep

    df-hT | grep sd

    onde sd é o disco rígido ou discos rígidos que instalamos.

  31.   obscuro dito

    Eu tentei assim

    df-hT | grep sd

  32.   João Burgos dito

    Postagem muito interessante. Para adicionar, é possível classificar a saída de du -h (que mostra o resultado em MB, GB, ...) passando a saída para o comando sort -h. Com o -h do tipo, você pode classificar a saída de du -h por tamanho.

    Mais informações e exemplos: http://www.sysadmit.com/2017/09/linux-saber-tamano-directorio.html

  33.   anônimo dito

    Setembro eu gosto

  34.   anônimo dito

    27 de setembro de 2017 ...

  35.   anônimo dito

    Janeiro de 2147

  36.   anônimo dito

    ótimas informações excelentes me ajudaram muito ... saudações

  37.   anônimo dito

    19/10/2017 e continue ajudando

  38.   Carlos dito

    21-10-2017 Obrigado !!!

  39.   carlos dito

    eu gosto de mamão

  40.   pimenta dito

    nós vamos!!

  41.   Daniel Portugal Revilla dito

    ainda serve !!! 10/12/2017 quase Natal!
    Funcionou para mim: eu tenho o CentOS mínimo instalado em um disco virtual de 5 GB e vários pacotes instalados para implantar aplicativos node.js.

  42.   Rolando dito

    15-12-2017 Muito obrigado irmão, muito bom.

  43.   an Roswell dito

    28-12-2017 Continuo ajudando, obrigado homens.

  44.   Mixterix dito

    06-01-2018 e me serviu no android com termux

  45.   anônimo dito

    Ele tinha algumas informações, mas não todas. Mesmo assim fiquei chocado, excelente post, obrigado

  46.   anônimo dito

    Eu li essa postagem 7 anos depois.

  47.   anônimo dito

    Eu li esse post e ela ainda não me ama: 'v

  48.   anônimo dito

    23/02/2018…. não recusar ...
    Ainda ajuda!

  49.   anônimo dito

    23/03/2018 Ainda está de pé?

    1.    Zentola dito

      Você nos visita do futuro !!!
      08/03/2018

  50.   Ágil dito

    25/03/2018 Ainda funciona!

    obrigado!

  51.   sombraind30 dito

    14/04/2018 E ainda funciona

  52.   John Edison Castro Cubillos dito

    «Atualização 2018/05»
    Argumentos necessários para opções longas também são necessários
    para opções curtas.

    -a, –all inclui sistemas de arquivos fictícios
    -B, –block-size = SIZE dimensiona os tamanhos por SIZE antes de imprimi-los; por exemplo
    –Direct mostra estatísticas para um arquivo em vez do ponto de montagem
    –Total produz total geral
    -h, - tamanhos de impressão legíveis por humanos em formato legível por humanos (por exemplo, 1K 234M 2G)
    -H, –si da mesma forma, mas use potências de 1000 e não 1024
    -i, –inodes mostram informações de i-node em vez de usar blocos
    -k como –block-size = 1K
    -l, –local limita a listagem aos sistemas de arquivos locais
    –No-sync não chama a sincronização antes de saber como usar
    –Output [= FIELD_LIST] usa o formato de saída definido por
    -P, –portability usa o formato POSIX para saída
    - Sincronizar chamadas sincronizar antes de começar a usar
    -t, –type = TYPE restringe a listagem a sistemas de arquivos do tipo TYPE
    -T, –print-type mostra o tipo do sistema de arquivos
    -x, –exclude-type = TYPE restringe a listagem a sistemas de arquivos que não são do tipo TYPE
    -v (não tem efeito)
    –Ajuda exibe esta ajuda e termina
    –Version relata a versão e sai

  53.   bpmircea dito

    incrível, junho de 2 e o cheat xd ainda funciona

  54.   Mark1234s4 dito

    2019 ty

  55.   Archibaldo de la Cruz dito

    21/02-2020 O post ainda ajuda. Muito obrigado.